Menu
Menu
Busca sexta, 12 de julho de 2024
Secovi - Julho24
Geral

Capital teve ação de conscientização ao Dia Nacional da Visibilidade Trans

A ação aconteceu na terça-feira, no centro de Campo Grande

30 janeiro 2019 - 09h13Joilson Francelino, com assessoria    atualizado em 30/01/2019 às 09h18

Em comemoração ao “Dia Nacional da Visibilidade Trans” comemorado na terça-feira (29), entidades que representam travestis e transsexuais em Campo Grande, realizaram ação de conscientização ontem, no canteiro da avenida Afonso Pena, com a rua 13 de Maio.

Foram entregues panfletos com informações pertinentes ao tema, buscando dar visibilidade às pessoas travestis, transexuais, mulheres e homens trans; grupos que ainda vivem em situação de vulnerabilidade e exclusão social devido à transfobia que geralmente culmina em violência verbal, psicológica, sexual, física e até mesmo homicídio.

De acordo com a organizadora da ação, a coordenadora municipal de Políticas Públicas para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais ou Transgêneros (LGBT), Cris Stefanny, o objetivo foi frisar as conquistas realizadas pelo público trans no campo político e jurídico. “Nós tivemos avanços em relação a troca de gênero e nome no Registro Civil através do Supremo Tribunal Federal, ganhando, por exemplo, a união estável que se tornou casamento igualitário”, destaca.

A coordenadora ainda apontou que não se pode esquecer que o Brasil é o país que mais mata pessoas LGBTs e que esse número só está aumentando. “A cada 100 casos de pessoas LGBTs assassinadas, mais de 52% são de pessoas travestis e transsexuais. Se comparado o número de pessoas trans que existe no país, chegam a 100 mil, com o número de gays que é muito maior, os gays representam de 10 a 15% da população, a categoria que mais sofre violência em decorrência da orientação sexual e identidade de gênero é a de trans e travestis”, disse.

Em conjunto com a ação de conscientização, ainda na noite de terça,  houve uma premiação em comemoração a visibilidade trans, organizada por uma instituição LGBT da capital que premiou pessoas trans que contribuíram para a causa da categoria. O evento aconteceu no Museu de Imagem e Som de Campo Grande (MIS).

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

O fim de uma era: Primeiras notas de real vão parar de circular
Geral
O fim de uma era: Primeiras notas de real vão parar de circular
Caminhão-pipa atuando na Afonso Pena
Geral
JD1TV: Empresários elogiam cuidado especial em canteiros da Afonso Pena durante estiagem
Arquidiocese de Campo Grande
Geral
Padre da Capital é afastado após sermão contra petistas e ministro do STF
MS registra 19 mil MEIs no primeiro semestre de 2024
Geral
MS registra 19 mil MEIs no primeiro semestre de 2024
Imagem Ilustrativa
Brasil
CNJ pede explicações após Justiça negar aborto legal a adolescente estuprada de 13 anos
Rosinha recebe título de cidadão campo-grandense de vereador em 2007 -
Justiça
Justiça 'luta' para encontrar empresário solto após prisão na Operação Tromper
Maria Eloir Flores Vilante -
Interior
Cargo fantasma rende condenação de vereadora em Mato Grosso do Sul
Horóscopo do dia - Veja a previsão para o seu signo 12/07/2024
Geral
Horóscopo do dia - Veja a previsão para o seu signo 12/07/2024
Ministério Público Federal (MPF) -
Interior
Combate ao racismo religioso é tema de seminário em Dourados nesta sexta-feira
Iza e Yuri Lima
Geral
Iza expõe traição de Yuri Lima e ele pode não acompanhar o parto da filha do casal

Mais Lidas

Tempo amanheceu nublado e característico de frio
Clima
Nova frente fria desembarca em MS trazendo ainda mais instabilidade
Jovem atropelado no Pioneiros morreu a poucas quadras de casa
Polícia
Jovem atropelado no Pioneiros morreu a poucas quadras de casa
Motociclista não resistiu após bater na traseira da carreta
Polícia
AGORA: Motociclista morre em acidente com carreta na Guaicurus
JD1TV AGORA: Motociclista morre ao ser atropelado por caminhão no Pioneiros
Polícia
JD1TV AGORA: Motociclista morre ao ser atropelado por caminhão no Pioneiros