Menu
Busca quinta, 21 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Senar 18 10 21
Geral

Cientistas identificam mecanismo que favorece crescimento de tumores

25 fevereiro 2013 - 10h18Divulgação/IRB Barcelona/'Nature'

Uma pesquisa publicada na renomada revista "Nature", neste domingo (24), detalha um mecanismo ligado a uma proteína que afeta mais de 200 genes ligados à proliferação celular e ao crescimento de tumores.

Descoberto usando células de linfoma de Hodgkin (uma forma de câncer que se origina nos gânglios do sistema linfático), o mecanismo da proteína CPEB1 é apresentado como um passo para o desenvolvimento de um tratamento para controlar o crescimento de vários tipos de câncer.

A CPEB1, dizem os cientistas, altera uma região específica de um tipo de molécula de RNA. "A CPEB1 'tira o freio' de centenas de moléculas de RNA que estimulam a desdiferenciação celular [quando a célula adulta passa a agir como embrionária] e a sua proliferação", diz o pesquisador Raúl Méndez, do Instituto de Pesquisa de Biomedicina de Barcelona, um dos principais autores do estudo.

Méndez explica que o grupo de proteínas CPEB, que inclui quatro tipos diferentes, é importante no desenvolvimento celular e na regeneração de tecidos em adultos. No entanto, se as proteínas ficam em "operação" continuamente, as células do corpo se dividem nos momentos errados e formam tumores.

"A descoberta é positiva de um ponto de vista terapêutico porque significa que, se você retirar a CPEB1 de células saudáveis, sua função passa a ser realizada por outras proteínas do mesmo grupo. No entanto, em tumores somente a CPEB1 tem a capacidade de alterar as regiões de RNA e agir. Então removê-la [a proteína], neste caso, afetaria apenas células cancerígenas", disse o pesquisador Felice Alessio Bava, também autor do estudo.

Com a descoberta, os cientistas criaram um caminho teórico para identificar moléculas que podem ser usadas em um remédio com finalidade terapêutica, para inibir a ação das proteínas CPEB em tumores, com poucos efeitos colaterais em células saudáveis.

"Não há remédio atualmente disponível que influencie a regulação da expressão genética no nível que apresentamos. Nossa descoberta abre uma hipótese terapêutica pioneira. Estamos otimistas com o potencial de colocar as proteínas CPEB no alvo", disse Méndez.

Via G1

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Pastor embolsa R$ 30 milhões da Igreja Universal e foge
Geral
Procon-MS e Detran notificam autoescolas por práticas contra clientes
Geral
Governo muda data da prova de seleção de estagiários
Geral
Para não cuidar de idoso, família procura filhos do primeiro casamento em MS
Geral
Com pandemia, religiosos evangelizam até por ligação
Geral
Bloqtel é alternativa para se livrar das insistentes ligações de telemarketing
Geral
Escola estadual em Paranaíba é incendiada pela segunda vez em menos de 5 dias
Geral
Vestida de unicórnio, Priscilla Alcantara vence 'The Masked Singer'
Geral
Mulher manda currículo para asilo e é ofendida por erros de português
Geral
Consumidor encontrou opções para comprar carne, diz empresário do ramo

Mais Lidas

Geral
Para não cuidar de idoso, família procura filhos do primeiro casamento em MS
Polícia
Motorista de transporte escolar é preso por estuprar menina de 12 anos dentro do ônibus
Brasil
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
Geral
Mulher manda currículo para asilo e é ofendida por erros de português