Menu
Busca quarta, 20 de março de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Coleta seletiva de lixo começa a ser feita na capital

04 julho 2011 - 10h31Denílson Secreta

A coleta seletiva de lixo começou nesta manhã, pontualmente às 8h, quando o caminhão de recolhimento passou a percorrer os bairros que integram a primeira etapa do Programa de Coletiva Seletiva. O primeiro bairro a receber o caminhão gaiola foi o Jardim São Lourenço. Os moradores aguardavam com expectativa a primeira visita da equipe de coleta, que integra o projeto Reciclar é Vida.

Cada moradia atingida, nesta primeira etapa do programa, cerca de 32 mil domicílios, recebeu previamente um saco diferenciado, na cor verde claro, onde os moradores farão a separação do lixo reciclável como papel, papelão, plástico, metal e vidro. A dona de casa Ruthe Martins, de 83 anos, uma das primeiras moradoras a receber o caminhão da coleta, que percorreu a rua Itápolis, aprovou a iniciativa da Prefeitura.

"Tenho certa dificuldade em dirigir para locais afastados, pelo tráfego que hoje é bastante congestionado na cidade. Como não tinha onde deixar o lixo seco, acabava juntando tudo no saco de lixo para o caminhão levar. O que eu já separo são papéis diversos, inclusive os jornais. Estou bastante satisfeita com a iniciativa do poder público e acredito que isso vai nos trazer muita coisa boa. Gera renda pra quem precisa e, principalmente, nos permite irradiar a consciência para com o meio ambiente, cuidar da vida. É uma honra participar dessa ação. Podem contar comigo, com muita satisfação", declarou a entusiasmada dona de casa.

Já a psicóloga Larissa Onça, de 23 anos, conta que a separação correta do lixo faz parte da rotina da família. No entanto, receber a visita da equipe da Prefeitura em casa, para recolher o material, vai facilitar a vida da população.

"Aqui em casa é comum fazer a separação do que pode ser reciclado e lixo orgânico, que até este nós utilizamos como adubo. Essa consciência vem desde os meus pais e já afeta o meu filho, que ainda é criança. É extremamente importante para a geração futura, principalmente, já que a adesão de 100% da população se dará nesta geração futura. Esse primeiro passo é importante e tenho a certeza de que será uma rotina dos campo-grandenses, que reconhecem a importância da atitude de separar o lixo e destinar para locais adequados", considerou a moradora do Jardim São Lourenço.

Hoje, foi o primeiro dia da ação de coleta seletiva do lixo, desencadeada pela Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur). O projeto é um dos primeiros instrumentos da Lei de Política Municipal de Resíduos Sólidos, assinada na quarta-feira (29.06) pelo prefeito Nelson Trad Filho.

Nesta primeira etapa da coleta, serão percorridos 120 bairros das regiões do Carandá Bosque, Autonomista, Chácara Cachoeira, Vilas Boas, TV Morena, Santa Fé, São Lourenço, Vila Carlota e Bela Vista.

O prefeito reforçou a importância desta primeira etapa do programa que, segundo ele, "será primordial para a adesão maciça da população de Campo Grande". Para maior eficiência do programa, foram firmadas parcerias com redes de supermercados, Correios, Sindicato dos Postos de Combustíveis e a rede de farmácias São Bento. Estes parceiros terão seus próprios Locais de Entrega Voluntária (LEV), além do recolhimento semanal do lixo feito por um caminhão do programa.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur), Marcos Cristaldo, convidou a população a aderir ao Programa da Coleta Seletiva do Lixo, reforçando que várias frentes de trabalhos estão em andamento na cidade e destacando que a ação abrange toda a comunidade campo-grandense.

"Esta é apenas a primeira etapa do Programa. É uma satisfação perceber que todos estão envolvidos e já esperavam que esse tipo de coleta fosse uma realidade na cidade. Aqueles que não fizerem parte do roteiro onde o caminhão vai percorrer neste primeiro momento, também podem contribuir, com a separação adequada do lixo seco e o descarte nos locais apropriados, que estão espalhados por todas as regiões da cidade", explicou Cristaldo.

A Semadur disponibilizou 164 pontos onde a população poderá fazer o descarte do lixo reciclável. Além dos Locais de Entrega Voluntária (Lev), os moradores que quiserem participar desta ação de consciência ambiental poderão deixar o material reciclável nos Ecopontos, hoje em operação no bairro Jardim Bálsamo (na rua Araraquara esquina com a rua do Topógrafo, Região Urbana do Anhanduizinho) e no bairro São Conrado (rua Furquim com rua Campo Maior, Região Urbana do Lagoa).

Além destes, o prefeito Nelson Trad Filho anunciou nesta semana a instalação de mais um Ecoponto, desta vez no bairro Vida Nova II, na Região Urbana do Segredo. O local receberá resíduos sólidos secos, de construção e de óleo.

Para saber mais sobre o Programa de Coleta Seletiva de Campo Grande e conferir os locais onde estão instalados os Lev, basta acessar o endereço eletrônico www.campogranderecicla.com.br.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Superlua poderá ser vista hoje nas américas do Sul e Norte
Geral
Representantes de TV aberta discutem novas tecnologias na Fertel
Geral
DeMolay’s serão homenageados quinta-feira, na Assembleia
Geral
PSDB Mulher cobra posição da bancada feminina no Congresso
Geral
Três vítimas do massacre em Suzano continuam hospitalizadas
Geral
Ex-governador do Paraná, Beto Richa, é preso pela terceira vez
Geral
Mais de três toneladas de materiais são recolhidos em ação contra o aedes
Geral
Estado “bate o martelo” e oito horas volta em 1º de julho
Geral
IEL e Sesi fazem parceria para atender empresa
Geral
PDV chega amanhã à Assembleia; Conheça os detalhes

Mais Lidas

Polícia
Orgia em motel vira caso de polícia
Polícia
Imagens fortes - Mais um é executado em menos de 24 horas na fronteira
Polícia
Vídeo - Um morre e outro fica ferido em execução na fronteira
Polícia
Adolescente é estuprada por quatro homens em Aquidauana