Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021
(67) 99647-9098
Governo - campanha estado que cresce - Topo
Geral

Com 25 anos, secretária de saúde de Sonora fura fila da vacina

Idianara Dantas, que não está na linha de frente, da mau exemplo e usa a função tirando lugar de uma prioridade

22 janeiro 2021 - 14h00Brenda Assis

A vacina contra a covid-19 chegou em Mato Grosso do Sul, mas não para todos os públicos. Em uma publicação feita no Instagram da Secretária de Saúde da cidade de Sonora, Idianara Dantas de apenas 25 anos, na terça-feira (19), mostra ela sendo vacinada contra a doença.

Como poucas doses foram destinadas para cada município, recomenda-se que apenas o grupo prioritário dessa primeira fase seja imunizado. Sendo, idosos acima de 60 anos que moram em instituições como casas de repouso, indígenas e equipes médicas que trabalham diretamente com pacientes da covid-19. Idianara, não se encaixa no primeiro grupo a ser imunizado.

Indianara cita ainda em seu texto que 112 profissionais da saúde seriam imunizados e esperariam a segunda dose a ser dada de 15 a 20 dias depois da primeira dose. “É com muita alegria que hoje dia 19 de janeiro recebi ao lado do nosso Prefeito Enelto Ramos e da coordenadora de imunização Maria Paula, 224 doses da vacina da COVID-19. A vacinação será dividida em duas fases, nessa primeira serão imunizados 112 profissionais da saúde da linha de frente, com um reforço da segunda dose. Estamos aguardando novas doses para que seja imunizada toda população gradativamente. Fica aqui meu agradecimento ao empenho e dedicação dos profissionais que deixam seus lares para salvar vidas. Vocês merecem essa vitória!”, diz ela na publicação.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por INDIANARA DANTAS (@indianara_dantas)

Tentando evitar que casos como esse aconteçam, a Secretária Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul, solicitou a todos os 79 municípios que encaminhe a relação nominal dos vacinados contra COVID-19.

Mato Grosso do Sul recebeu o primeiro lote com 158 mil doses da vacina contra COVID-19 em 18 de janeiro. Em tempo recorde, A Secretaria de Estado de Saúde distribuiu no mesmo dia todas as doses aos 79 municípios. A relação da quantidade recebida por cada município foi publicada no Diário Oficial do Estado de 19 de janeiro.

De acordo com o Plano Estadual de Imunização, cada município precisa registrar da dose aplicada da vacina de forma individual e nominal para propiciar o reconhecimento do vacinado pelo Cadastro de Pessoa Física – CPF ou Cartão Nacional de Saúde – CNS. Com isto se evita duplicidade, e identificação para investigação de Eventos Adversos Pós Vacinação, se for o caso.

Os registros das doses aplicadas deverão ser feitos pelos municípios no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (Novo SI-PNI – online) ou em um sistema próprio que interopere com ele, por meio da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS).

cartorio2RI

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Cachorros de Lady Gaga são sequestrados; cantora oferece recompensa de US$ 500 mil
Geral
Jovem comete suicídio e choca moradores de Anhanduí
Geral
"Amor de Mãe" volta no dia 1° de março em um novo formato
Geral
Prefeitura prorroga jornada especial de trabalho nas repartições públicas
Geral
Motociclista morre após bater em veado na MS-382
Geral
Diferença de preços em produtos da cesta básica é maior que 220%, diz Procon
Geral
Marquinhos vai manter toque de recolher às 23h e associa aumento de casos ao carnaval
Geral
Com estoque zerado, Hemosul convoca doadores de O negativo
Geral
Carol Nakamura passa semana em Bonito
Geral
TRE-MS: Daniel Castro e Monique Marchioli assumem a Ouvidoria Eleitoral

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio