Menu
Busca sábado, 23 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS Janeiro/21 juizado de transito
Geral

Com obras emergenciais, prefeitura espera liberar trânsito na Marquês de Herval em até 15 dias

24 junho 2012 - 08h18David Majella

A Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, desde a manhã de sexta-feira (22) realiza serviços emergenciais na avenida Marquês de Herval onde as últimas chuvas provocaram o avanço da erosão sobre a pista interditando o trânsito. Pelo menos cinco metros da pista foram destruídos e  30 metros da tubulação arrastados. Vários postes da rede de energia foram derrubados deixando alguns moradores sem energia elétrica. Como medida emergencial, a equipe da Seintrha está reconstruindo o aterro destruído na avenida.

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, João Antônio de Marco, que vistoriou os serviços, a prioridade é tentar restabelecer o mais rápido as condições de trânsito neste trecho da avenida que além de servir de itinerário do transporte coletivo é uma importante via de acesso para vários bairros da região norte da cidade.

De acordo com o superintendente da Seintra, Francisco Martinez, os trabalhos para conter a erosão no local levarão pelo menos 15 dias. Porém, se continuar chovendo esse prazo será ampliado. “Como o solo não tem coesão e é arenoso, esse tipo de situação pode acontecer”, explicou relatando que o local que desmoronou já estava contido, mas a obra definitiva ainda não havia sido iniciada.

As obras de controle da erosão no Nova Lima foram iniciadas há três meses e estão 30% concluídas. O investimento previsto é de R$ 5,9 milhões (recursos obtidos junto ao Ministério da Integração Nacional) com previsão de término para dezembro. “Já utilizamos vinte e três por cento da verba federal para o serviço de contenção da erosão na região do Nova Lima. Mas agora, com os prejuízos provocados pela chuva, empregaremos recursos próprios para as obras emergenciais”, informou.

Ontem à noite, a Defesa Civil orientou duas famílias a deixarem suas casas, já que os imóveis correm o risco de ser engolidas pelo buraco. A erosão já destruiu cinco metros da pista da avenida, 30 metros de tubulações e ainda danificou postes de iluminação, deixando a região sem energia.

Funcionários da Enersul  estão no local para a retirada dos postes e dos cabos de alta tensão. Serão colocados oito novos postes do outro lado da via para transferência da rede elétrica.

Via CG Notícias

senar janeiro21

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Ex adjunto da SAS tem alta após ser internado com complicações da Covid-19
Geral
Apostadores da Mega-Sena concorrem a prêmio de R$ 22 mi neste sábado
Geral
Onça resgatada em incêndio na Serra do Amolar é devolvida ao Pantanal
Geral
Energisa e Marinha inauguram centro para capacitação de militares
Geral
Vídeo: Gato 'bate' em criança para ela não subir na janela
Geral
Estudante brasileira de 16 anos descobre asteroide durante pesquisa
Geral
AO VIVO: Posse do novo presidente do TJ, Carlos Contar
Geral
Prefeitura convoca motoristas aprovados em processo seletivo de 2019
Geral
Caso Flordelis: filha admite participação em crime e revela assédios do pastor
Geral
Galinhada beneficente pode ajudar a tratar câncer de útero de Verônica

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio