Menu
Busca segunda, 20 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Corumbá: passeata cobra solução para caso Lívia

22 junho 2010 - 10h13

Passeata promovida pela comunidade do bairro Cristo Redentor, buscou sensibilizar a população a se mobilizar em torno da localização da menina Lívia Gonçalves Alves, de sete anos, que está desaparecida desde o dia 13 de junho. A mobilização contou com dezenas de pessoas, que sensibilizadas com a situação, não mediram esforços e compareceram a pé, de motocicletas e até de charrete.

“O tempo está passando e essa é a minha maior preocupação. O tempo pode apagar muitas pistas, pode complicar as investigações em encontrar minha filha”, disse Hemerson Alves, pai de Lívia, ao Diário.

Diversas suspeitas surgiram, mas nenhuma confirmação, apontou o pai. “Estamos vivendo dias de muito sofrimento. Às vezes parece que isso não está acontecendo conosco. Essas pistas que recebemos, quase que diariamente, e que resultam em fracasso no final do dia, torturam muito a mim, a minha família e amigos. Estamos fazendo o que podemos para ter alguma pista de onde minha filha está. A cada telefonema que recebemos, é a esperança de que este pesadelo termine”, frisou Hemerson.

Apesar da situação, os pais de Lívia não participaram da manifestação. Estavam na Delegacia de Polícia Civil de Corumbá. Durante todo o trajeto, amigos e familiares da menina espalharam cartazes com as fotos de Lívia e telefone de contato dos pais. “O que mais queremos é sensibilizar as pessoas a nos fornecerem qualquer pista. Que elas não tenham medo, liguem na Delegacia no número 3907-5120 ou na Polícia Militar, 190. Não precisa se identificar, todas as pistas do paradeiro de minha filha são de extrema importância, e quanto mais o tempo passa, mais difícil fica para procurar”, afirmou o pai por telefone.

A última investida sem sucesso foi no domingo, 20 de junho, quando a população do bairro Cristo Redentor e policial civis e militares, fizeram buscas na morraria entre o Conjunto Vitória Régia e Cristo Redentor, mas nenhuma pista concreta foi encontrada. “Todos os dias recebemos alguma pista de minha filha, mas em nenhuma delas tivemos a conclusão das buscas. Pedimos mais uma vez para que evitem trotes, forneçam apenas informações verdadeiras, esta é uma situação séria e que merece respeito. Qualquer informação que possa nos ajudar reforço que meu telefone é o 9907-3025 e o de minha esposa Elizandra é o 9935-7678 ”, reivindicou Hemerson Alves.

Macacão com flores

Lívia saiu no dia 13 de junho, por volta das 13h30, para ir até a casa da tia, que fica na rua 15 de Novembro, no bairro Cristo Redentor, em frente ao CAIJ. Desde então, a família não teve mais notícias da garota. No dia em que desapareceu, usava um macacão com flores laranjadas, ela é morena, magrinha e tem cabelos curtos.

(Midiamax.com.br)

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Compadre Washigton está internado após assalto
Geral
Onze pessoas morrem e uma fica ferida em chacina
Geral
Motociclista morre em acidente na BR-163
Geral
Ativistas pelos direitos humanos e LGBT são homenageados na capital
Geral
Após investigação, diretor de presídio é dispensado em Dourados
Geral
Reservatório no Distrito Federal chega a 100% de capacidade
Geral
Universidade leva serviços gratuitos à comunidade no próximo dia 25
Geral
CapacitaSUAS avança em MS e estado reforça pioneirismo na Assistência Social
Geral
Mega-Sena pode pagar 7 milhões neste sábado
Geral
Novas medidas deixarão banda larga mais acessível, segundo Anatel

Mais Lidas

Polícia
Travesti é encontrada morta na madrugada deste domingo
Cidade
Inscrições para sorteio de apartamentos na capital encerram terça-feira
Polícia
Troca de tiros termina com homem morto e PM ferido
Educação
Estão abertas as Inscrições para o Encceja