Menu
Busca sábado, 23 de março de 2019
(67) 99647-9098
TJMS março-19
Geral

Dr. Eduardo Cury estréia programa na TV Guanandi neste sábado

22 julho 2010 - 10h38
Estréia no próximo sábado, na TV Guanandi em Campo Grande o programa “Dr. Cury – saúde e cidadania” que será apresentado pelo médico Eduardo Cury. A programação será semanal (todos os sábados), com início às 17h50min. No programa de estréia, intitulado “O perigo mora em casa”, o médico irá falar dos perigos que rondam o ambiente doméstico, dentre eles as quedas, queimaduras, intoxicações, afogamentos e violência física e sexual. Sobre o apresentador Depois de 30 anos de exercício contínuo da medicina o médico Eduardo Cury enfrenta um novo desafio – apresentar um programa de televisão com enfoque voltado para a saúde e a cidadania. O profissional, que por cinco ano esteve à frente do SAMU – Serviço de Atendimento Médico de Urgência - de Campo Grande, em sua gestão atendeu mais de 1.800.000 ligações e fez 280.000 deslocamentos de ambulâncias, além da realização do mapeamento das epidemias, acidentes de trânsito, violência doméstica e inúmeras doenças que afetam a população. Questões que estas que agora serão trazidas para um debate com a população.
Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Acidente na BR-262 deixa um morto e oito feridos
Geral
Mazzotti destaca combate a corrupção ao assumir o comando da PF
Geral
Despejo clandestino de esgoto nos córregos é combatido pela prefeitura
Geral
DOF apreende quase 400 caixas de narguilé
Geral
Estudantes distribuem mais de 200 mudas frutíferas
Geral
Combate ao aedes é intensificado em 12 bairros
Geral
Marcola, líder do PCC, é transferido para presídio federal em Brasília
Geral
Agora é Lei: assistentes sociais vão trabalhar 30 horas semanais
Geral
Saúde do trabalhador de enfermagem será debatida em audiência
Geral
Trabalhadores protestam contra reforma da Previdência

Mais Lidas

Oportunidade
JBS tem 30 vagas em Campo Grande
Polícia
Adolescentes desaparecidas são encontradas em SP
Geral
Trabalhadores protestam contra reforma da Previdência
Opinião
Contemporaneidade ou pré-julgamento?