Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
Governo Futebol
Geral

Estudo do Imasul vai subsidiar modelo para recuperação do Rio Taquari

O estudo foi apresentado pelo fiscal ambiental Rômullo Oliveira Louzada, do EIA-RIMA do Imasul

24 novembro 2020 - 16h51Brenda Assis, com informações da assessoria

O Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) apresentou nesta terça-feira (23), um estudo técnico que vai subsidiar um modelo de referência para o estabelecimento de um programa federal de recuperação do Rio Taquari. Sendo mostrado ao superintendente Nelson Vieira, da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) e ao secretário Jaime Verruck, da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

O estudo, apresentado pelo fiscal ambiental Rômullo Oliveira Louzada, do EIA-RIMA do Imasul, identifica 300 microbacias na região do Alto Taquari e as classifica em diferentes potenciais de risco de erosão. Nos locais onde há voçorocas nas margens do novo curso do rio Taquari, o estudo sugere cerca de 11 mil pequenas intervenções, como barragens com saco de areia ou paliçadas (com eucalipto). O ribeirão Pirizal, no município de Camapuã, pelas características particulares, seria o local com necessidade de intervenções.

“O estudo faz a caracterização geral de cada trecho da bacia hidrográfica do rio Taquari e aponta, por meio de imagens georreferenciadas, os locais de assoreamento, arrombados, inundação e recanalização do rio, o solapamento de margens e as características naturais e processos erosivos. Todos os dados foram cruzados com as informações do CAR”, informou o diretor-presidente do Imasul, André Borges.

O superintendente da Sudeco, Nelson Vieira, lembra que “a revitalização do Rio Taquari já é um projeto de longa data, já se criou grupo de trabalho desde 2002 na Casa Civil e realizaram vários estudos que ‘atacam’ a bacia como um todo. Mas sabemos que isso foge da realidade da atuação do Estado, porque ele não dá conta e vai gastar muito recurso sem um propósito específico de fazer o alcance da ação”.

De acordo com Vieira, o estudo feito pelo Imasul é fundamental, pois identifica as microbacias que estão altamente afetadas e degradadas e já aponta, por meio do CAR, o grupo de produtores que compõe cada microbacia. “Dessa forma fica mais efetiva a ação pontual necessária e é possível criar um modelo de projeto que pode ser aplicado às demais microbacias. Consegue-se ver um resultado da efetividade e identifica-se aonde será a ação do poder público e onde será a ação do proprietário rural, seguindo todas os passos necessários no processo de recuperação ambiental”

“Esse é um trabalho conjunto importante, pois vamos construir um modelo de sustentabilidade, com possibilidade de pagamento de serviços ambientais e outras formas de estímulo. Assim conseguiremos dar efetividade conseguiremos replicar para toda a bacia. O objetivo do encontro foi o de agregar mais informações para que a gente possa criar um projeto sustentável, certificado, que agregue valor às propriedades e, principalmente, em benefício do Rio Taquari”, afirmou o superintendente da Sudeco.

O secretário Jaime Verruck, da Semagro afirmou que “a ideia agora é evoluirmos um detalhamento de custos, que tipo de obras e um cronograma para recuperação dos processos erosivos na bacia do rio Taquari. Trabalhamos até a possibilidade de se financiar essas ações pelo FCO, criando um modelo que permita ao produtor a recuperação de seu passivo ambiental, social e econômico”.

Sobre a possibilidade de utilização de recursos do FCO, Nelson Veira, da Sudeco, afirmou que “o Fundo tem um papel importantíssimo no financiamento de atividades sustentáveis e, dentro deste contexto, o Condel pode propor linhas de crédito com encargos mais favorecidos para o produtor que aderir ao programa. Isso só será possível à partir do momento em que tivermos um programa estabelecido para recuperação de bacias, que já está muito bem delineado com o estudo do Imasul”.

senar janeiro21

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
200 veículos estarão disponíveis em leilão do Detran
Geral
Vídeo: caminhão tomba, pega fogo e bombeiro é atropelado
Geral
AO VIVO: Paulo Corrêa assume o governo
Geral
CPI que investiga irregularidades da Energisa deve retornar em fevereiro
Geral
UFMS tem 850 vagas de pós-graduação para 2021
Geral
Morre Vecilde Teixeira, cinco dias após o marido
Geral
"Não dá mais desisto", publicou Levi dias antes de ser encontrado morto
Geral
IPVA: Última semana com 15% de desconto à vista
Geral
Covid mata ex-presidente do Iagro, Luciano Chiochetta
Geral
OAB/MS faz primeira entrega de carteiras de 2021

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio