Menu
Busca sábado, 15 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
TJMS agosto/20
Geral

Expogrande 2012 pode ser cancelada oficialmente até esta quinta-feira

06 março 2012 - 09h08Reprodução

A Expogrande 2012 ainda passa por momentos de sufoco. Sem uma decisão favorável até o momento, Francisco Maia, o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), organizadora do evento, vai marcar uma entrevista coletiva na próxima quinta-feira (8) para anunciar o cancelamento da feira em Campo Grande. O principal motivo seria a Lei do Silêncio, que impede a realização de shows no Parque de Exposições.

Até depois de amanhã, a Acrissul tem duas frentes. Na Justiça, a associação vai recorrer da decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS), que no último dia 28 de fevereiro derrubou a liminar que liberava os shows. A decisão foi do desembargador Sidnei Soncine Pimentel. Para o magistrado, a realização das apresentações vai contra Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Estadual (MPE), que permitia shows somente no ano passado. Em contrapartida, a Acrissul protocolou na prefeitura de Campo Grande o projeto sonoro para a realização dos shows.

Conforme Maia, o projeto segue o mesmo padrão que permite realizar show no Jockey Club. Se obtiver a licença ambiental, a direção atende à exigência do Ministério Público. A 74ª edição da feira está prevista para ocorrer entre 12 e 22 de abril.

Motivo
Segundo Maia, a decisão de estabelecer a quinta-feira como data-limite atende solicitação da Associação das Raças. Depois desta data, não há tempo hábil para realizar os julgamentos e leilões de animais. A parte musical também foi afetada, porque não há como confirmar o dia dos shows com os artistas. A feira só não foi realizada em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial.

O MPE exige itens como barramento acústico, ligações de esgoto, banheiros modernos, e tratamento de dejetos em separado (da exposição de animais). A prefeitura já concedeu licença ambiental para a parte agropecuária da feira, que movimentou R$ 155 milhões na última edição. Com a Lei do Silêncio, aprovada no ano passado, foi proibida a realização de shows no Parque de Exposições Laucídio Coelho. Em 2011, o acordo com o MPE definiu critérios para a realização dos shows, como o horário de término às 23h.

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Fiems investe R$ 4,5 milhões em Sidrolândia Corguinho e Rochedo
Geral
Agências da Caixa Econômica Federal não abrem neste sábado
Geral
Funcionário do Detran testa positivo e alega omissão do órgão
Geral
Vídeo: Tempestade de areia deixa céu vermelho
Geral
Criança e bebê são socorridos por médico após capotamento
Geral
Rotary Club Cidade dos Ipês promove a 1ª Feijoada em sistema drive thru
Geral
Campanha arrecada as primeiras 1 mil bolsas de sangue na capital
Geral
Vídeo - "Não ofenda minha equipe', grita mulher ao quebra obra de Romero Britto
Geral
Jair Renan, "filho 04" do Bolsonaro está com coronavírus
Geral
AO VIVO: Informações sobre o combate aos incêndios no Pantanal

Mais Lidas

Polícia
Enteada é assassinada a tiros pelo padrasto após discussão na capital
Política
Cresce a fila para a prefeitura
Geral
Fiems investe R$ 4,5 milhões em Sidrolândia Corguinho e Rochedo
Polícia
Polícia investiga morte de indígena de 9 anos a facada