Menu
Busca sábado, 18 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Geral

Fiems inicia construção de mais 4 bibliotecas da Indústria do Conhecimento do Sesi

22 julho 2010 - 10h18
Os empreendimentos vão beneficiar as populações dos municípios de Paranaíba, Inocência, Maracaju e Amambai e devem ser entregues à comunidade até o fim deste ano A Fiems já iniciou a construção de mais quatro bibliotecas da Indústria do Conhecimento do Sesi no interior de Mato Grosso do Sul, beneficiando às comunidades de Paranaíba, Inocência, Maracaju e Amambai. Além disso, o presidente Sérgio Longen já acertou a construção de uma unidade no município de Chapadão do Sul e, com esses empreendimentos que devem ser entregues até o fim deste ano, o número de bibliotecas no Estado subirá para 25 em 21 municípios – Campo Grande (3), Três Lagoas (2), Dourados (2), Corumbá, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia, Aquidauana, Ponta Porã, Ribas do Rio Pardo, Rio Verde, Naviraí, Nova Andradina, Costa Rica, Iguatemi, Bataguassu, Rio Brilhante, Paranaíba, Inocência, Maracaju, Amambai e Chapadão do Sul. Segundo o presidente da Fiems, Sérgio Longen, desde o início deste ano a intenção era ampliar para 25 o número de bibliotecas do Sesi inauguradas no Estado, beneficiando o maior número possível de municípios. “Ainda neste ano esperamos utilizar essas unidades da Indústria do Conhecimento do Sesi para realizar à noite cursos gratuitos de qualificação profissional, contribuindo para aumentar o número de mão-de-obra qualificada para o setor industrial nos municípios beneficiados”, disse, completando que essas unidades foram lançadas e construídas ao longo dos últimos três anos de gestão da atual Diretoria do Sistema Fiems. O coordenador de Engenharia do Sistema Fiems, Júlio Da Cas Netto, informa que nos municípios de Paranaíba e Inocência as obras das bibliotecas da Indústria do Conhecimento do Sesi tiveram início no dia 1º de junho e devem ser concluídas até o próximo dia 20 de setembro e nos municípios de Maracaju e Amambai o trabalho começou no dia 17 de junho e deve seguir até 10 de outubro, enquanto em Chapadão do Sul as obras vão começar a partir do dia 19 de julho. “Após a conclusão das obras, o Sesi pode cuidar da parte de mobiliário das unidades e também da colocação do acervo de livros, DVDs e CDs”, informou. Acervo Dotadas com acervo de 1,6 mil livros, dezenas de DVDs e CDs e dez computadores com acesso à Internet, além de monitores treinados, as bibliotecas do Programa Indústria do Conhecimento do Sesi são desenvolvidas em parceria com a CNI e Prefeituras. Elas fazem parte de um compromisso do Sistema Fiems de levar às comunidades carentes mais uma ferramenta de educação, provocando uma verdadeira transformação nos municípios onde já foram implantadas com o oferecimento de cursos pela Internet, palestras e cirandas literárias, entre outras atividades. Levantamento feito pela área de biblioteca do Sesi revela que de fevereiro a junho deste ano as 20 unidades em 16 municípios já receberam no total 39,7 mil visitantes, o que representa uma média 6,6 mil atendimentos por mês e 300 por dia. “Queremos que a comunidade se aproprie desse bem tão especial e tão importante”, declarou a superintendente do Sesi, Maura Gabínio, acrescentando que essa iniciativa vem ao encontro da meta da marca de gestão Indústria Ativa de elevar o índice de capital cultural dos industriários e seus dependentes. Itinerantes Além das unidades da Indústria do Conhecimento, o Sesi ainda disponibiliza 20 bibliotecas itinerantes do Programa Saber Ativo para as indústrias de todo o Estado para proporcionar ao trabalhador o acesso aos bens de capital cultural, contribuindo para o desenvolvimento de competências e habilidade em leitura. Cada biblioteca itinerante conta com acervo inicial de 60 títulos de variados temas que ficam disponíveis para os trabalhadores das indústrias por 60 dias para que todos possam manusear e emprestar, tanto para leitura no local de trabalho, como nas suas residências. Após 30 dias de permanência da Biblioteca Itinerante na empresa, o industriário contribui com a doação de um livro, possibilitando o aumento do acervo. Esse produto do Sesi está disponível para todas as indústrias que tenham interesse em ofertar o benefício aos seus trabalhadores. “É muito importante para o desenvolvimento de novos leitores, uma oportunidade única para muitos colaboradores da indústria, que terão acesso a uma leitura de ótima qualidade”, disse Maura Gabínio. Fonte: Da assessoria

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Ajude: Enzo tem leucemia e 21 dias para comprar remédio de R$ 160 mil
Geral
Detran inicia primeiro leilão de 2020
Geral
Brasil registra mais de 200 ataques contra jornalistas em 2019, aponta relatório
Geral
Reinaldo lançará "pacotão de obras", resultado do Governo Presente
Geral
Dona de Alf quer justiça depois de sacrifício no CCZ, “sem autorização”
Geral
Valor de renovação de vistoria será reduzido em até 5 vezes
Geral
Colégio Adventista nega ter rejeitado aluno com síndrome
Geral
Agepen determina novas regras para visitação em unidades prisionais
Geral
Missa de 7º de Struck será nesta quarta, em Sidrolândia
Geral
Vídeo - Cão não aceita ficar no carro e buzina até ser "resgatado"

Mais Lidas

Saúde
Narguilé mata mais que acidente de trânsito no Brasil, diz pneumologista
Justiça
Prazo de juiz de garantias pode mudar investigação de Flávio e Lulinha
Clima
Previsão é de chuva na capital com aviso do Inmet de perigo potencial
Cidade
Odilon Júnior participa de ato para regularização fundiária na “Favela do Linhão”