Menu
Busca terça, 22 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Geral

Focos de incêndios no Pantanal ultrapassam os 3,5 mil apenas em Corumbá

A tragédia ambiental é uma das piores registradas nos últimos 30 anos, diz pesquisador

09 agosto 2020 - 14h27Flávio Veras, com informações do Diário Corumbaense

Os incêndios que já ultrapassam os 3,5 mil em Corumbá e chegam a quase 6 mil no Pantanal,  segue devastado a maior área alagada do planeta. A tragédia ambiental é uma das maiores das últimas três décadas. 

Segundo reportagem do Diário Corumbaense, alguns focos estão próximos à área urbana da cidade e também localizadas na Serra do Amolar, considerada uma das mais belas do bioma pantaneiro.  

“Ontem conseguimos remover brigadistas que estavam atrás da Serra do Amolar, onde os focos foram controlados. Agora, eles estão na Serra Negra, comunidade da Amolar, onde o fogo está do outro lado. Ali, vamos manter um esquema de controle, para que os focos não sigam em direção às reservas. Porém, de uma forma em geral, na região do Paiaguás, sentido para baixo, há vários focos de queimadas e a situação é quase incontrolável”, disse ao Diário Corumbaense, Ângelo Rabelo, do Instituto Homem Pantaneiro à reportagem local.

Ainda segundo Rabello, a situação enfrentada jamais foi vista na região. “É uma situação inédita, mais de 3 mil focos de fogo, desde fevereiro. Sem precedentes na história, para todos nós está sendo uma curva de aprendizado para se preparar para situações que possam vir no futuro, lembrando ainda que temos um semestre inteiro pela frente”, afirmou.

Conforme levantamento do Ibama, a área queimada estimada do início do ano até agora é de aproximadamente 1,250 milhão de hectares em todo o Bioma Pantanal. 

As equipes do Ibama/Prevfogo estão priorizando os incêndios que ocorrem na região da Serra do Amolar e da Estrada Parque. Na Serra do Amolar há duas frentes de combate, entre brigadistas e moradores da região. O deslocamento até a região foi realizado com o apoio de helicóptero do Exército Brasileiro. Estão sendo utilizados equipamentos e ferramentas manuais, bem como motobombas com mangueiras para lançamento de água nas chamas.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Vídeo - Após protestos, Pedro Juan abrirá fronteira
Geral
Inscrições para residência médica no Hospital Regional já estão abertas
Geral
Energia: Com fatura de R$ 834, consumidor relata "conta subiu demais"
Geral
Cantor Fernando, da dupla com Sorocaba, sofre acidente de carro nesta terça
Geral
Caminhoneiro é feito refém por dois dias durante assalto na fronteira
Geral
Comerciantes fazem protesto pela reabertura da fronteira
Geral
"O corpo é o de menos”, diz jovem no Dia Nacional da Luta PCD
Geral
“Só sintomas leves”, diz Reinaldo ao JD1
Geral
Solidariedade: Grupo no Facebook incentiva doações
Geral
Encontrada adolescente que estava desaparecida há 4 dias na capital

Mais Lidas

Brasil
Elias Maluco é encontrado morto em presídio
Internacional
Noivo descobre traição antes do casamento e se vinga
Polícia
Pitbull invade quintal e ataca jovem e dona diz que "não pode fazer nada"
Polícia
Corpo de cabeleireiro é encontrado em rio