Menu
Busca segunda, 10 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Governo 02
Geral

Fronteira com a Bolívia segue fechada em protesto por nacionalização de carros

18 agosto 2011 - 12h02Capital do Pantanal

O fechamento da fronteira entre a Bolívia e Mato Grosso do Sul prossegue nesta quinta-feira em Corumbá. Os bolivianos protestam desde ontem para que o governo reduza o valor cobrado para a nacionalização dos veículos que circulam pelo país com documentação irregular.

Nesta manhã, representantes do comitê cívico e instituições regionais se reúnem para definir se seguem com a paralisação.

De acordo com o Capital do Pantanal, a última manifestação com fechamento de fronteira ocorreu no dia 7 de julho, quando encerrou o prazo para cadastro veículos.

Os moradores desta faixa de fronteira alegam não ter condições de chegar a Santa Cruz para fazer a vistoria e pedem que o governo designe um órgão em Puerto Suarez ou Quijarro.

O processo de nacionalização dos veículos foi realizado entre maio e julho, regulamentando 10 mil veículos de uma frota estimada em 128 mil veículos, sendo a maioria produto de roubos e furtos.

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Focos de incêndios no Pantanal ultrapassam os 3,5 mil apenas em Corumbá
Geral
Nenhum ganhador: Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 11 milhões
Geral
Coronel David deixa hospital e cumprirá isolamento em casa
Geral
Com link de live, defensoria diz que já atuou com a prefeitura na pandemia
Geral
Polícia Civil recebe veículo para ser usado em atendimento assistencial de policiais
Geral
Motoboys protestam em frente a condomínio de homem que humilhou entregador
Geral
Após atitude racista, usuário é banido do Ifood
Geral
Sikêra Jr. é condenado a pagar R$ 300 mil após ofender trans
Geral
Chica Xavier, atriz de 'Sinhá Moça' e 'Renascer', morre aos 88 anos
Geral
Após três dias de "guerra", incêndio é controlado

Mais Lidas

Cidade
Projeto quer proibir inclusão de CPF em faturas impressas de luz e água
Oportunidade
Funtrab tem 274 vagas de emprego para trabalhar na capital
Brasil
Prefeitos querem flexibilizar pagamento mínimo da educação em 2020
Economia
Com totens indicativos, produtos de MS ganham destaque nas prateleiras
Campanha “Compre de MS” busca incentivar consumo de produtos da indústria local