Menu
Busca quinta, 21 de março de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Índios deixam fazenda de Miranda sob tiros e evitam conflito

07 abril 2011 - 07h53João Garrigó
A noite foi de tensão entre índios e fazendeiros na fazenda Petrópolis, em Miranda. A propriedade, que pertence à família do ex-governador Pedro Pedrossian, foi ocupada na última segunda-feira. Os índios, que buscam a ampliação da aldeia Cachoeirinha, também ocuparam a fazenda Charqueada.

De acordo com o índio Valehe Terena, de 30 anos, havia rumores sobre ataque por parte dos fazendeiros. Segundo ele, por volta das 20h, grupo de fazendeiros, funcionários e pistoleiros foram ao local do acampamento indígena. “Ouvi uns cincos disparos. Nessa hora, a Polícia Federal chegou”, relata.

Segundo ele, o grupo permaneceu no local e ninguém foi detido. “Para não ter confronto, saímos de lá às 5h de hoje”, conta.

De acordo com o coordenador regional do Cimi (Conselho Indigenista Missionário), Flávio Machado, a PF orientou que os indígenas deixassem o local por falta de segurança. Hoje, por volta das 5h os terenas retornaram à fazenda Petrópolis.

A assessoria de imprensa da PF informou que a equipe que foi até Miranda ainda não chegou a Campo Grande, portanto não há detalhes da ação.

A portaria do Ministério da Justiça reconhecendo a área indígena é de 2007. Desde então, há uma guerra judicial e diversas ocupações em busca da posse das terras.

No ano passado, o procedimento administrativo de demarcação foi parcialmente suspenso por decisão liminar proferida pelo ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), em beneficio de Pedrossian.

A Funai (Fundação Nacional do Índio) chegou a depositar R$ 1,3 milhão em juízo, referente ao valor das benfeitorias. Mas os proprietários não aceitaram o acordo e recorreram.

Com informações do jornal eletrônico Campo Grande News.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Rio Miranda pode transbordar nos próximos dias, alerta Imasul
Geral
Pecuarista é autuado em R$ 41 mil por desmatamento ilegal
Geral
Debate sobre proibição do narguilé é adiado por falta de energia
Geral
Fumacê passa por 12 bairros nesta quarta
Geral
Reinaldo quer solução definitiva para assoreamento no Parque das Nações
Geral
"5º Costelão do Cotolengo Sul-Mato-Grossense" acontece em abril
Geral
Massacre em Suzano completa uma semana
Geral
Prefeito e governador entregam moradias no loteamento Bom Retiro
Geral
Drogasil e Drogaria São Leopoldo são autuadas pelo Procon
Geral
Superlua poderá ser vista hoje nas américas do Sul e Norte

Mais Lidas

Geral
Drogasil e Drogaria São Leopoldo são autuadas pelo Procon
Geral
"5º Costelão do Cotolengo Sul-Mato-Grossense" acontece em abril
Oportunidade
Prefeitura abre concurso com salário de R$ 10 mil
Polícia
Por conta de som alto, briga entre vizinhos termina com um baleado