Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Geral

Infectologista diz que contaminação de frango por Covid-19 "é pouco provável"

Após a China anunciar que frangos brasileiros estavam contaminados, infectologistas explicam que a situação pode ser diferente

13 agosto 2020 - 16h16Sarah Chaves, com informações do G1

Após a prefeitura de Shenzhen, cidade da China anunciar nesta quinta-feira (13) que detectou traços do novo coronavírus na superfície de pacote de frango importados do Brasil, o frigorífico Aurora em Santa Catarina responsável pelo lote, afirmou a mercadoria leva 40 dias para chegar à China.

De acordo com o G1, infectologistas afirmaram que é pouco provável que o pacote do frango tenha sido contaminado no Brasil. "Não existe comprovação científica que, mesmo estando congelado, o vírus poderia sobreviver na superfície tanto tempo", explica o infectologista Marcelo Otsuba.

"Por isso, é muito pouco provável que o produto tenha sido contaminado no Brasil. O mais provável é que a contaminação tenha ocorrido no final, já na China, depois de ser manipulado por alguém contaminado", afirma Otsuba.

Caso tenha conseguido viajar na superfície por tanto tempo, a infectologista do Hospital Emílio Ribas, Ana Freitas Ribeiro, aponta que o pacote pode ter sido contaminado em qualquer momento da viagem.

"Pode ter sido contaminado no Brasil, se alguém infectado manipulou o pacote sem luvas, sem máscara ou tenha espirrado nele, assim como pode ter sido contaminado quando chegou na China", diz Ribeiro.

A microbiologista Natália Pasternak explica que, a contaminação do pacote pode ter acontecido em qualquer momento no transporte, inclusive no manuseio da chegada.

"O vírus pode permanecer viável congelado a -20°C, provavelmente por tempo prolongado. Se for a -4°C, temperatura de geladeira, deve ser só alguns dias. E precisa avaliar as condições do transporte também. Então para saber se o vírus está viável ou não, temos que testar", disse.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) comentou que a notícia não deve causar pânico na população. "Não devemos criar a impressão de que há problema com nossa cadeia alimentar", disse o diretor de emergências da OMS, Michael Ryan.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
MS aumenta rigor e autuações contra queimadas já superam ano de 2019
Geral
Pré-candidato na capital, Renato Branco morre em decorrência da Covid-19
Geral
Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 43 milhões na quarta-feira
Geral
Fernando e Sorocaba fazem live neste domingo; confira outros artistas
Geral
Na pandemia, Thomaz Lanches descobre evasão de 20%
Geral
Luísa Sonza está sendo processada por suposto ato racista
Geral
Live com presidente do TRE abre cobertura das eleições no JD1
Geral
Morador de MS recebe sementes misteriosas da China e governo emite alerta
Geral
Mariano e Jake protagonizam beijo "morno" durante festa em "A Fazenda"
Geral
Prêmio acumulado de R$ 36 mi da Mega-Sena será sorteado neste sábado

Mais Lidas

Geral
MS aumenta rigor e autuações contra queimadas já superam ano de 2019
Polícia
Queda de árvore queimada em rodovia causa acidente que deixa 12 mortos
Clima
Chuva foi pequena, mas ocorreu em 21 municípios de MS
Vídeos
AO VIVO: Acompanhe a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS