Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Governo dengue 03 - tarde demais
Geral

Justiça nega adiamento e júri de assassino de arquiteta será na quinta

01 março 2011 - 11h20
A defesa tentou, mas não conseguiu o adiamento do júri popular do empresário Luiz Afonso Andrade, preso por assassinar a arquiteta Eliane Nogueira, em julho do ano passado. O julgamento foi confirmado para amanhã, dia 3, em Campo Grande. A defesa pediu a alteração, alegando que não foi juntado ao processo o depoimento de uma das testemunhas. As declarações de Maria Noemia dos Santos, mãe do réu, deveriam ser tomadas em carta precatória, no Paraná, estado onde Luis Afonso nasceu, o que não ocorreu porque o endereço da testemunha estava errado. Na avaliação dos advogados, a ausência da declaração poderia caracterizar cerceamento de defesa. O pedido foi indefirido , porque a fase de instrução foi concluída, sem que os advogados do empresário pedissem a anulação. Outro argumento é de que mesmo na etapa de alegações finais, o advogado Rui Lacerda novamente não ressaltou “prejuízo quanto ao depoimento da referida testemunha... razão pela qual foi proferida a sentença de pronúncia. Também não recorreu desta sentença, quando assim poderia fazer, alegando a nulidade”, justifica o juiz Aloísio Pereira dos Santos. O magistrado concluiu que “a mãe não foi ouvida justamente porque o filho, ora acusado, deu o endereço errado (número da residência inexistente)”. A decisão lembra que também em carta precatória, foi tomado o depoimento de outra testemunha de defesa, Kely Gruber, a ex-esposa de Luis Afonso, em Cascavel-PR. “Sendo que o advogado, ora subscritor do pedido de adiamento, sequer compareceu ao ato, sendo feito por advogado dativo, portanto, não deu a importância que alega ter os depoimentos de suas testemunhas, a ponto de sustentar eventual nulidade apenas porque não chegou a precatória da oitiva da mãe”, ressalta o juíz. O empresário já está preso há 7 meses. Fonte: CG News

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Funsat encaminha mulheres vítimas de violência ao mercado de trabalho
Geral
Licenciamento de veículos pode ser emitido online
Geral
Blogueira de MS afirma estar com Covid-19 e faz “recebidos” de vitaminas
Geral
Após ser picado por naja, Pedro recebe alta e deve depor na terça
Geral
Caixa paga 1ª parcela do auxílio emergencial para aprovados em junho
Geral
Procon-MS encontra raio-X a R$ 11 em clínica e a R$ 110 na Ultramedical
Geral
Jovem morre após ser arremessada de veículo durante acidente
Geral
Bloqueio na Bolívia continua e fila de caminhões aumenta na Bioceânica
Geral
Emponderamento que chama? Mulher soca homem que a chamou de delícia
Geral
Mega-Sena não tem ganhador e acumula em R$ 44 milhões

Mais Lidas

Brasil
“Bêbada de Curitiba” morre após luta contra o câncer
Brasil
Famoso por velar a mãe sozinho, José morre queimado
Geral
Funsat encaminha mulheres vítimas de violência ao mercado de trabalho
Polícia
MP é contrário a liberdade de jovem que matou namorada em acidente