Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Senar 18 10 21
Geral

Mais de 20 kg de carne podre são encontradas em aeroporto

A carne estragada atrai urubus, o que pode ocasionar acidentes aéreos no local

13 dezembro 2018 - 12h09Da redação

Na manhã de quarta-feira (12),  aproximadamente 20 quilos de linguiça estragada foi encontrada nas imediações do aeroporto municipal Plínio Alarcom em Três Lagoas.

A carne podre, foi despejada ás margens da avenida Antonio Trajano, próximo a pista do local e segundo informações do JP News, não é a primeira vez que isso acontece. 

O despejo irregular de produtos como esse próximo ao aeroporto, aumenta riscos de acidentes aéreos, já que, aves carniceiras como urubus, passam a sobrevoar com mais frequência a área.

Ainda conforme o JP News, a administração do aeroporto solicitou a retirada da carne podre a vigilância sanitária e Secretaria de Meio Ambiente. O caso foi registrado na Primeira Delegacia de Polícia Civil e o responsável pelo crime ambiental se identificado pode ser autuado e pagar multa

Sayuri Baez a administradora do local preferiu não dar entrevista. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Prefeito Marquinhos Trad anuncia medidas para conter danos causados por tempestade
Geral
Corpo de Bombeiros localiza a última vítima do naufrágio no Rio Paraguai
Geral
Energisa aponta 5 mil quedas de energia em MS
Geral
Neste sábado central 156 prorroga atendimentos
Geral
Prefeitura aciona equipes para reparar danos causados pela tempestade
Geral
Dourados decreta estado de emergência
Geral
Com temporal Santa Casa fica sem energia
Geral
Árvores caem e causam queda de energia na capital; Energisa emite nota
Geral
AO VIVO: Árvore cai e bloqueia trânsito na Afonso Pena
Geral
Com câncer no útero, idosa precisa de ajuda para realizar cirurgia de urgência

Mais Lidas

Cidade
Naufrágio: Sobe para seis o número de corpos encontrados no rio Paraguai
Cidade
JD1 TV: O dia mais atribulado da história
Polícia
Vídeo: Assaltantes "levam bala" de vítima ao tentarem roubar carro
Cidade
"40% da cidade já foi recuperada", diz Marquinhos