Menu
Busca segunda, 22 de julho de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Mais de R$ 1 milhão é pago pelo TCE-MS a conselheiros

De janeiro a fevereiro de 2019, juntos, sete conselheiros de Contas de Mato Grosso do Sul receberam R$ 1,4 mi

22 abril 2019 - 13h50Graziella Almeida

Em matéria divulgada pelo Estadão nesta segunda-feira (22), o jornal eletrônico apontou que sete conselheiros do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul receberam, juntos, R$ 1,4 milhão de janeiro a fevereiro. 

Conforme o jornal, o montante é composto pela remuneração básica bruta total de R$ 557.566,61 e por "outros pagamentos legais ou judiciais" que alcançam R$ 919.588,44. Não recai sobre "outros pagamentos" cobrança de imposto de renda.

O Estadão diz que o Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul informou que "outros pagamentos" são "valores legais" e estão descritos no Portal da Transparência. Segundo a Corte, as verbas ‘são temporárias e de caráter indenizatório’.

Os vencimentos dos conselheiros nos dois primeiros meses do ano foram de cerca de R$ 35,4 mil mensais para cada um. A categoria ‘outros pagamentos’ variou entre R$ 33.759,45 e R$ 74.549,31, em janeiro, e entre R$ 67.361,69 e R$ 147.802,04 em fevereiro.

O presidente do Tribunal, conselheiro Iran Coelho das Neves, foi nomeado para a Corte em julho de 2009. Em janeiro, ele recebeu R$ 74.549,31 por ‘outros pagamentos’. No mês seguinte, R$ 102.919,25.

A Corte pagou R$ 42.597,30, em janeiro, ao corregedor-geral Ronaldo Chadid sob a rubrica "outros pagamentos". Em fevereiro, o conselheiro empossado em 2012 recebeu R$ 147.802,04, o maior valor no período.

Ao vice-presidente do Tribunal, Flávio Kayatt, foram transferidos R$ 42.805,07 em janeiro e R$ 71.175,00 em fevereiro por "outros pagamentos". O conselheiro foi empossado em 2017.

Alçado ao cargo de conselheiro em 2015, o ouvidor Osmar Domingues Jeronymo recebeu R$ 37.235,31 em janeiro e R$ 136.529,69 em fevereiro.

Ao conselheiro Waldir Neves Barbosa, empossado em 2009, foram pagos R$ 33.759,45 no primeiro mês do ano e R$ 77.801,99 no segundo. Ambas as transferências a título de "outros pagamentos".
Conselheiro da Corte desde 2015, Jerson Domingos recebeu verbas de R$ 38.991,75 em janeiro e de R$ 67.361,69 em fevereiro.

A Marcio Monteiro, empossado em 2017, foram pagos R$ 39.392,88 no início do ano e R$ 67.762,82 no segundo mês de 2019.

Em contato com a assessoria de comunicação do TCE-MS, foi reforçado ao JD1 Notícias, o mesmo posicionamento dado ao Estadão que os valores “são verbas legais, estão descritas no Portal da Transparência, são temporárias e de caráter indenizatório”.

Roberto Carlos

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Show de Talentos da Maturidade acontece neste domingo no Bosque dos Ipês
Geral
Único apostador ganha prêmio de R$ 21,9 milhões na Mega-Sena
Geral
Anta de 170kg entra em tanque de esgoto
Geral
Entra em fase final de testes maior aeronave militar feita no Brasil
Geral
Brasil comemora chegada do homem à Lua
Geral
Fogaça do MasterChef sofre grave acidente
Geral
Para Emir Sader, Lula aparenta estar "muito bem fisicamente”
Geral
Centro Cultural oferece 48 vagas gratuitas para curso de Ballet
Geral
Vídeo - Idosa de 93 anos faz sucesso empinando pipa
Geral
Nelsinho será palestrante durante a 71ª SBPC

Mais Lidas

Polícia
Acidente na BR-262 mata dois em Rio Pardo
Polícia
Homem é executado por pistoleiros em conveniência
Polícia
Jovem morre em acidente e suspeito foge do local
Polícia
Idosa é encontrada morta dentro de casa