Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Geral

Meningite mata jornalista conhecido em MS

Fabiano Fresneda nasceu em Três Lagoas, trabalhou no município e também na capital pela TV MS Record e TV Morena

20 abril 2019 - 17h55Rayani Santa Cruz, com informações do SBT Interior

O jornalista Fabiano Fresneda, 34 anos, morreu na sexta-feira (19) vítima de meningite, no município de São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

Ele estava internado há mais de 50 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Base.
Fresneda nasceu em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul. Ele estudou jornalismo em Rio Preto e se formou em 2010.

Ele foi estagiário da TV Tem, repórter na Record em Rio Preto, e Campo Grande e também exerceu a profissão na TV Morena da capital sul-mato-grossense. 

O jornalista ainda trabalhou na Band Prudente e, antes de adoecer, integrava e equipe da Band, em Rio Preto.

O corpo dele foi velado no cemitério São João Batista, em Rio Preto neste sábado (20), onde também foi sepultado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Há um ano, tragédia que matou o campo-grandense Gabriel Diniz comovia o Brasil
Geral
Mascarado esperando atendimento no CRS Tiradentes diverte pacientes
Geral
Hemosul convoca doadores de sangue afastados pelo frio
Geral
Obras ao redor do Cavaleiro Guaicuru, no Parque das Nações, são retomadas
Geral
Veículos com placa final 1 e 2 devem ter o licencimaneto quitado até dia 31 de maio
Geral
App do Magazine Luiza ganha botão para denunciar violência contra mulheres
Geral
Mandetta entra em “quarentena remunerada” e é proibido de ter cargos privados por 6 meses
Geral
Mega-Sena pode sortear prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
Geral
AO VIVO - José Mauro, da Sesau, presta contas na Câmara
Geral
Com músicos infectados, Zezé e Luciano estão “livres” do coronavírus

Mais Lidas

Geral
Há um ano, tragédia que matou o campo-grandense Gabriel Diniz comovia o Brasil
Economia
Governo quer emprestar US$ 4,01 bilhões de bancos internacionais
Justiça
Ary Raghiant Neto será empossado Vice-Presidente do Conselho de Colégios da OAB do Mercosul
Política
“Não entendo o porquê a Energisa questiona a CPI se não existem irregularidades”, diz Orro