Menu
Busca quarta, 26 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Geral

Militares e agentes de saúde iniciam operação contra nova epidemia de dengue

17 janeiro 2011 - 11h25
Um efetivo de 100 militares do Exército, acompanhados de 50 agentes de saúde da prefeitura, sairá às ruas da Capital a partir de amanhã (18) para mais uma campanha de combate à dengue, a quarta realizada me parceria no município. Os militares - voluntários de 5 batalhões da Capital - iniciaram o treinamento na manhã desta segunda-feira. Durante a operação, serão responsáveis por passar informações aos moradores e vasculhar locais em busca de focos do mosquito Aedes Aegipt. As equipes saem às ruas com duas missões difíceis: conter a disseminação do vírus tipo 4 da dengue, que entrou em julho do ano passado no Brasil por Roraima e conscientizar a população sobre o combate ao mosquito. Como o tipo 4 é um vírus novo, a falta de imunidade pode gerar casos graves de dengue. Já a falta de ação da população é o grande obstáculo. Segundo a prefeitura, 92% da população da Capital não toma qualquer tipo de atitude de combate ao mosquito. Um vírus novo, aliado a um combate falho ao mosquito, pode gerar uma nova epidemia, admite a prefeitura. De acordo com a Secretaria de Saúde, que coordena a operação, cada equipe contará com dois militares e um agente de saúde. Serão atendidos todos os bairros de Campo Grande, já que de acordo com o último levantamento da Sesau, a Capital possui incidência de mosquitos em todas as regiões. Segundo o gerente técnico do Serviço de Controle de Vetores, Alcides Ferreira, os militares receberão no curso todas as informações sobre o mosquito e a doença, para informarem a população e tentar angariar “aliados” ao combate de focos. Já os agentes atuarão na parte técnica, usando inseticidas e analisando informações repassadas pelos moradores. A operação de guerra contra a dengue começa amanhã nos bairros Itamaracá, Noroeste, Guanandi, São Francisco e São Conrado, apontados como alguns dos mais afetados por focos do mosquito e notificações no ano passado. Fonte: CG News
Jacarezão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
''Havia muito mais gente'', diz jornalista sobre carnaval de Corumbá
Geral
Aluno do Vale Universidade pode cumprir estágio aos finais de semana
Geral
Vídeo - "Senhor só fala merda", diz indígena a gestor da Funai
Geral
Terça começa sem atrasos e cancelamentos no aeroporto da capital
Geral
Morte de Lanzarini causa comoção no mundo político
Geral
Mulheres do MS passam média nacional e ocupam 38% dos negócios
Geral
Falece o ex-prefeito Dirceu Lanzarini
Geral
Finalizada: Procon-MS divulga pesquisa de preços de combustíveis
Geral
Lanzarini será transferido para Campo Grande
Geral
Na mesa de operação, ex-prefeito Dirceu Lanzarini luta pela vida

Mais Lidas

Educação
Resultado da inscrição para Fies e P-Fies sai nesta quarta
Internacional
Coronavírus: Brasil vai receber 2 mil voos de países com casos
Cidade
Vídeo mostra briga que pode ter sido durante Carnaval na capital
Geral
''Havia muito mais gente'', diz jornalista sobre carnaval de Corumbá