Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Sebrae/mulher
Geral

Militares e agentes de saúde iniciam operação contra nova epidemia de dengue

17 janeiro 2011 - 11h25
Um efetivo de 100 militares do Exército, acompanhados de 50 agentes de saúde da prefeitura, sairá às ruas da Capital a partir de amanhã (18) para mais uma campanha de combate à dengue, a quarta realizada me parceria no município. Os militares - voluntários de 5 batalhões da Capital - iniciaram o treinamento na manhã desta segunda-feira. Durante a operação, serão responsáveis por passar informações aos moradores e vasculhar locais em busca de focos do mosquito Aedes Aegipt. As equipes saem às ruas com duas missões difíceis: conter a disseminação do vírus tipo 4 da dengue, que entrou em julho do ano passado no Brasil por Roraima e conscientizar a população sobre o combate ao mosquito. Como o tipo 4 é um vírus novo, a falta de imunidade pode gerar casos graves de dengue. Já a falta de ação da população é o grande obstáculo. Segundo a prefeitura, 92% da população da Capital não toma qualquer tipo de atitude de combate ao mosquito. Um vírus novo, aliado a um combate falho ao mosquito, pode gerar uma nova epidemia, admite a prefeitura. De acordo com a Secretaria de Saúde, que coordena a operação, cada equipe contará com dois militares e um agente de saúde. Serão atendidos todos os bairros de Campo Grande, já que de acordo com o último levantamento da Sesau, a Capital possui incidência de mosquitos em todas as regiões. Segundo o gerente técnico do Serviço de Controle de Vetores, Alcides Ferreira, os militares receberão no curso todas as informações sobre o mosquito e a doença, para informarem a população e tentar angariar “aliados” ao combate de focos. Já os agentes atuarão na parte técnica, usando inseticidas e analisando informações repassadas pelos moradores. A operação de guerra contra a dengue começa amanhã nos bairros Itamaracá, Noroeste, Guanandi, São Francisco e São Conrado, apontados como alguns dos mais afetados por focos do mosquito e notificações no ano passado. Fonte: CG News
CertFica

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Avó vende rifa para pagar cirurgia da neta
Geral
Neila é 14ª profissional da enfermagem que morre de coronavírus no MS
Geral
Justiça do Trabalho retomará audiências presenciais em MS
Geral
Terminais de ônibus voltam a funcionar normalmente em Campo Grande
Geral
Adelaido, da CDL, está com coronavírus: "não foi por falta de cuidado"
Geral
Eliana perde o celular dentro da mansão e decide comprar outro
Geral
São Paulo: 94 % dos acidentes de trânsito são com homens
Geral
Idoso com hérnia de 30 kg luta há quatro anos por cirurgia
Geral
Mulher luta por cirurgia para retirar seios gigantes
Geral
Pastores emitem nota de repúdio depois de escândalo envolvendo pastor presidente

Mais Lidas

Polícia
Carta de arrependimento é escrita por advogado que matou PM no trânsito
Cidade
Detran-MS promete agilizar atendimento utilizando totens de serviços
Economia
Dólar fecha em queda pelo segundo dia seguido
Justiça
Em sessão "sofrida", MS ganha julgamento do gás boliviano