Menu
Busca quinta, 21 de fevereiro de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Missão brasileira vai aos EUA tratar de crianças separadas dos pais

13 julho 2018 - 13h28Agência Brasil

Uma missão chefiada pelo ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, embarca no sábado (14) para os Estados Unidos em missão sobre direitos humanos e migrações. O principal ponto da pauta é a questão das crianças brasileiras separadas dos pais durante entrada irregular no país. Rocha esteve no país há cerca de uma semana pra tratar do tema.

Além do ministro, também integram a missão representantes da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Eles vão passar por Nova York, Washington e Boston e até o dia 20 tem reuniões em órgãos multilaterais e organizações da sociedade civil com atuação voltada par a proteção de migrantes.

Na agenda estão reuniões com a representação brasileira junto à Organização dos Estados Americanos (OEA), com integrantes da Organização Internacional para Migração (OIM), do Alto Comissariado dos Direitos Humanos das Nações Unidas (ACNUDH) e da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).

Os integrantes do governo brasileiro ainda irão visitar abrigos de imigrantes para avaliar a situação da recepção de brasileiros nesses locais, o Espaço da Mulher Brasileira, em Boston, e a Universidade de Harvard.

Em entrevista exclusiva à Agência Brasil, o ministro Gustavo Rocha disse que está determinado a garantir que famílias se reúnam de forma definitiva. “A gente tem de respeitar as leis dos países. A gente entende que cada país tenha sua legislação específica. Mas não podemos aceitar que essa legislação venha a violar os direitos humanos básicos, como o de reunião de famílias. Nossa preocupação é garantir que os direitos humanos sejam assegurados de forma plena”, disse.

Segundo ele, o número de crianças brasileiras ainda separadas dos pais varia diariamente e estaria em torno de 50. O caso mais preocupante é o de uma criança de 8 anos que está sozinha, em um abrigo em Nova York. “Quero conversar e ver essa criança de perto”, afirmou Gustavo Rocha.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Guardas aceitam o “velho” nome, mas não mudança de atribuições
Geral
Sistema do Detran-MS permanece fora do ar nesta quinta-feira
Geral
Em audiência, Energisa diz "que não houve aumento de tarifa e sim de consumo"
Geral
Deputados voltam a debater "cota zero"
Geral
Reinaldo será entrevistado na Globo News nesta quinta
Geral
Prefeitura entra na luta pela causa animal
Geral
Reforma pode sofrer alterações no Congresso, diz Major Vitor Hugo
Geral
Lei Anticrime será debatida em audiência na OAB/MS
Geral
Sistema do Detran-MS está fora do ar nesta quarta-feira
Geral
Em entrevista, Longen se diz "a disposição de qualquer controle"

Mais Lidas

Polícia
Depois de sair de festa, jovem morre ao capotar veículo no centro
Cidade
Evite ser multado, saiba onde estão os radares nas ruas da capital
Polícia
Dupla em motocicleta atira e acerta rosto de policial, na fronteira
Cidade
Prefeitura convoca aprovados em processo seletivo para merendeiro