Menu
Busca domingo, 21 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Moradores de rua sofrem com calor intenso na capital

Com temperaturas altas o risco de queimaduras e desidratação aumentam nessa época do ano

21 dezembro 2018 - 14h35Rayani Santa Cruz

Entramos no verão nesta sexta-feira (21) e a estação  mais quente do ano, pede cuidados a mais com a saúde e na hora da diversão em festas de fim de ano e férias.

Campo Grande registrou nessa semana 34 graus, com a sensação térmica de 39°C segundo o meteorologista Natalio Abraão. Ele informou também que Três Lagoas teve o maior registro com 38°C e sensação térmica de 44 graus. Nom fim de semana, as temperaturas continuam altas e a máxima pode chegar a 35°C.

Com o calor intenso as pessoas procuram alguma forma de se refrescar, seja tomando banho de piscina, rios, lagos e até de mangueira e isso acarreta cuidados a mais, na hora de se banhar e também em relação a pele. Trabalhadores que ficam em exposição contínua ao sol também devem atentar-se com a saúde, usando blusas de manga longa e protetor solar.

O motoboy Fauze Garcia, 29 anos, que presta serviços para uma empresa de contabilidade, trabalha diariamente sob o sol escaldante da capital. Para evitar queimaduras, os motociclistas geralmente usam camisa manga longa e luvas. “Pego no trabalho às 7h da manhã e vou até às 18h. Já saio de casa com calor, tenho que usar camisa de mangas, calça jeans, luvas e capacete. Ao meio dia meu rosto está vermelho feito pimentão, é muito quente e abafado dentro do capacete. E quando chego em casa, preciso esperar a água da caixa esfriar um pouco para tomar banho, e mesmo usando protetor solar as queimaduras são frequentetes. Campo Grande é o inferno de tão quente”, reclama Garcia.

Moradores de rua também ficam tempos maiores ao sol, muitas vezes queimam os pés ao andar descalços e se deitam em calçadas quentes. Com a falta de ingestão de líquidos eles também podem sofrer com desidratação e correm mais riscos de doenças como micoses devido ao suor intenso e falta de limpeza na pele.

Hoje pela manhã, a equipe de reportagem do JD1 Notícias, flagrou o momento em que um andarilho, tomava banho de mangueira na calçada de uma loja próxima ao centro.

Em contato com a Secretaria de Assistência Social do município (SAS), foi informado que a mesma  atende pessoas em situação de rua através do Centro POP que funciona em horário comercial, promovendo atividades de ressocialização e fortalecimento de vínculos, de segunda a sexta das 7h30 ás 17h. Foi esclarecido que além dos atendimentos garantidos por lei: documento, encaminhamento para tratamento em comunidades terapêuticas, alimentação, banho e roupas, existe o Serviço Especializado em Abordagem Social, que funciona 24h ininterruptas com o acolhimento e orientação a quem está nas ruas, caso a pessoa faça o aceite, é encaminhada ao Cetremi aos finais de semana e a noite, ou centro Pop se for no horário comercial. A SAS concluiu a nota dizendo que o acolhimento existe em qualquer momento do ano, frio ou calor.

 

 

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Páscoa pode ser farta até para quem tem restrições alimentares
Geral
Meningite mata jornalista conhecido em MS
Geral
Feriado de Páscoa requer atenção redobrada nas estradas
Geral
Simpósio sobre segurança pública acontece na segunda-feira, na capital
Geral
CCR-MSVia é notificada por falta de guichês de atendimento e troco para usuário
Geral
Sindivarejo realiza treinamento para gestão de e-social em maio
Geral
Sete em cada dez internautas pretendem comprar chocolate na Páscoa
Geral
“Em tempos de crise a solução é inovar”, diz empresária
Geral
Unesul, São Luiz e Eucatur são autuadas por não concederem gratuidade a idosos
Geral
Ministério divulga regras para policiamento comunitário

Mais Lidas

Polícia
Corpo de mulher é encontrado amarrado em árvore às margens da BR-262
Polícia
Homem tem mãos decepadas, na fronteira
Polícia
Ex-radialista é morta com 24 facadas pelo sobrinho
Geral
“Em tempos de crise a solução é inovar”, diz empresária