Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Governo - Feminicidio
Geral

Moradores de rua sofrem com calor intenso na capital

Com temperaturas altas o risco de queimaduras e desidratação aumentam nessa época do ano

21 dezembro 2018 - 14h35Rayani Santa Cruz

Entramos no verão nesta sexta-feira (21) e a estação  mais quente do ano, pede cuidados a mais com a saúde e na hora da diversão em festas de fim de ano e férias.

Campo Grande registrou nessa semana 34 graus, com a sensação térmica de 39°C segundo o meteorologista Natalio Abraão. Ele informou também que Três Lagoas teve o maior registro com 38°C e sensação térmica de 44 graus. Nom fim de semana, as temperaturas continuam altas e a máxima pode chegar a 35°C.

Com o calor intenso as pessoas procuram alguma forma de se refrescar, seja tomando banho de piscina, rios, lagos e até de mangueira e isso acarreta cuidados a mais, na hora de se banhar e também em relação a pele. Trabalhadores que ficam em exposição contínua ao sol também devem atentar-se com a saúde, usando blusas de manga longa e protetor solar.

O motoboy Fauze Garcia, 29 anos, que presta serviços para uma empresa de contabilidade, trabalha diariamente sob o sol escaldante da capital. Para evitar queimaduras, os motociclistas geralmente usam camisa manga longa e luvas. “Pego no trabalho às 7h da manhã e vou até às 18h. Já saio de casa com calor, tenho que usar camisa de mangas, calça jeans, luvas e capacete. Ao meio dia meu rosto está vermelho feito pimentão, é muito quente e abafado dentro do capacete. E quando chego em casa, preciso esperar a água da caixa esfriar um pouco para tomar banho, e mesmo usando protetor solar as queimaduras são frequentetes. Campo Grande é o inferno de tão quente”, reclama Garcia.

Moradores de rua também ficam tempos maiores ao sol, muitas vezes queimam os pés ao andar descalços e se deitam em calçadas quentes. Com a falta de ingestão de líquidos eles também podem sofrer com desidratação e correm mais riscos de doenças como micoses devido ao suor intenso e falta de limpeza na pele.

Hoje pela manhã, a equipe de reportagem do JD1 Notícias, flagrou o momento em que um andarilho, tomava banho de mangueira na calçada de uma loja próxima ao centro.

Em contato com a Secretaria de Assistência Social do município (SAS), foi informado que a mesma  atende pessoas em situação de rua através do Centro POP que funciona em horário comercial, promovendo atividades de ressocialização e fortalecimento de vínculos, de segunda a sexta das 7h30 ás 17h. Foi esclarecido que além dos atendimentos garantidos por lei: documento, encaminhamento para tratamento em comunidades terapêuticas, alimentação, banho e roupas, existe o Serviço Especializado em Abordagem Social, que funciona 24h ininterruptas com o acolhimento e orientação a quem está nas ruas, caso a pessoa faça o aceite, é encaminhada ao Cetremi aos finais de semana e a noite, ou centro Pop se for no horário comercial. A SAS concluiu a nota dizendo que o acolhimento existe em qualquer momento do ano, frio ou calor.

 

 

Senar - square junho21

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Lockdown, toque de recolher e restrição; veja as diferenças
Geral
Vídeo: Nativas pega fogo, mas incêndio já está controlado
Geral
Jovem de 24 anos morre 73 dias depois de acidente de trânsito
Geral
Mulher recusa atendimento após capotar veículo na BR-060
Geral
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
Geral
Marcelo Bertoni, será o novo presidente da Famasul
Geral
Carreta da Justiça retoma atendimentos nesta segunda-feira
Geral
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
Geral
PF pede indiciamento de Trutis em quatro crimes após concluir que ele simulou atentado
Geral
Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões em sorteio deste sábado

Mais Lidas

Polícia
Mulher é levada para dentro da mata por bandidos e morta com tiro na cabeça
Polícia
Casal briga e vizinho tenta intervir mas passa mal e morre
Saúde
Jovem de 17 anos, sem comorbidades, está entre as 38 vítimas da covid em 24h
Saúde
Lote com 97.500 doses de vacina contra covid chegam hoje a MS