Menu
Busca sábado, 15 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Onça fujona deve ser solta neste mês

12 março 2011 - 12h18
A onça fujona, recapturada duas vezes, completou ontem (12/03) um mês no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras), localizado na reserva do Parque dos Poderes, em Campo Grande. A liberdade da onça fujona deve acontecer em março, segundo ténicos do Cras. De acordo com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia, está sendo aguardada a chegada de um rádio-colar para o felino. A equipe do Cras que fará o monitoramento do animal com o apoio do Cenap continua estudando as técnicas, o melhor local e região para a soltura da onça. O equipamento que está sendo intermediado por meio do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap), órgão ligado ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) está previsto para chegar à Capital, no próximo dia 18 de março, e será colocado no pescoço do felino, para que possa ser solto. Com o rádio-colar, o Centro poderá monitorar o animal na natureza, recebendo informações sobre como se alimenta, os locais onde vive e se está doente ou ferido. Segundo a veterinária Roberta Martins Passos Humberg, do Cras, e fiscal ambiental do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) não será revelado o local após a escolha realizada pela equipe do Centro e Cenap. “O motivo será pela preservação da vida da onça. Alguns fazendeiros fizeram manifestos junto à Polícia Militar Ambiental não aprovando a soltura” declara a veterinária. Com relação às dificuldades para encontrar o melhor local para a onça habitar, a veterinária pontua: “Diversos fatores e questões estão envolvidos, como a área de soltura e seu entorno, presença de outras onças, de caçadores, de fazendeiros que matam as onças que abatem seu gado. A sobrevivência do animal, o risco de acidentes com ser humano, entre outros. Queremos o seu bem com segurança, que desenvolva seu papel na natureza, assim também cumprimos a missão de ver o meio ambiente beneficiado com mais um animal solto e reabilitado pelo Cras e Imasul. A onça fugiu pela primeira vez do Cras em 29 de outubro de 2010, foi recapturada e escapou novamente no dia 30 de dezembro e, no dia 12 de fevereiro, ela caiu em uma das nove armadilhas montadas na reserva. Atualmente o felino apresenta bom estado geral e boa condição de saúde, segundo equipe do Centro. Hábitat preferido As onças pintadas (panthera onca) têm ocorrência nos mais variados hábitats que se constituem de vegetação densa com suprimento de água abundante, incluindo florestas tropicais (região amazônica) e subtropicais como cerrado, caatinga e Pantanal. A espécie atualmente é encontrada nas planícies costeiras do México até o norte da Argentina. Seu hábito é solitário e terrestre, embora seja primordialmente noturno. Estudos com radiotelemetria apontam que é frequentemente ativa de dia, com picos de atividade no amanhecer e anoitecer. Sendo uma eximia nadadora e mergulhadora, também escala e é arborícola (fica nas árvores). Fêmeas têm territórios sobrepostos de 25 a 38 quilômetros quadrados, enquanto a área dos machos é maior, sendo animais territorialistas fazendo a demarcação com urina, marcas de garras nas árvores e várias vocalizações. Importância para estabilização do ecossistema A espécie como sendo predadora, participa do ápice da cadeia alimentar e atua no controle da população de outros animais: mamíferos de médio e grande porte, como roedores, veados, tatus, catetos e outros, e répteis, tartarugas iguanas, jacarés e peixes. Expectativa de vida da onça selvagem Existe diferença de tempo de vida entre cativeiro e liberdade. A longevidade em cativeiro pode alcançar 20 anos. O animal na natureza tem desgastes naturais de sobrevivência desde o desmame, que ocorre em torno de seis meses, para caçar, reproduzir e procurar abrigo. Fonte: Jornal de Domingo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Dono da Havan insulta manifestantes de Dourados
Geral
TAP honrará bilhetes da Avianca
Geral
Cartórios farão certificação digital
Geral
Nelsinho quer reduzir tarifa do transporte público
Geral
Encontro regional apresenta e-notariado para os tabeliães de MS
Geral
Vídeo - Ajude a encontrar a sanfona do “Tchê Gaúcho”
Geral
Onça-pintada é encontrada morta às margens da BR-262
Geral
"Junho Vermelho" permanece na capital
Geral
Modelo fala que "polícia é comprada" e delegado registra BO
Geral
Vídeo: caminhão boiadeiro tomba no Maria Aparecida Pedrossian

Mais Lidas

Polícia
Em uma hora, pistoleiros matam três pessoas na fronteira
Polícia
Tio e sobrinho são mortos a golpes de facão
Brasil
Vídeo – Motorista avança em manifestantes e atropela cinco
Geral
Vídeo - Ajude a encontrar a sanfona do “Tchê Gaúcho”