Menu
Busca quinta, 16 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Geral

Plano visa diminuir violência contra jovens negros no país

27 novembro 2012 - 10h49Reprodução

Plano Juventude Negra inaugura sua segunda fase nesta terça-feira (27), apresentando os primeiros passos de sua construção durante o evento Juventude Negra, Juventude Viva: Diálogos entre Governo e Sociedade Civil, que acontece em Brasília (DF) dias 27 e 28.

O evento reunirá representantes de entidades e conselhos ligados ao tema e que contribuíram durante o processo de formulação do Plano Juventude Viva. Na ocasião, será apresentado o atual estágio de construção do Plano e serão anunciadas ações estratégicas, como a Campanha Juventude Viva.

Sob a coordenação da Secretaria-Geral da Presidência da República, por meio da Secretaria Nacional de Juventude, e da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, o Plano Juventude Viva é resultado de articulação interministerial para enfrentar a violência contra a juventude brasileira, especialmente os jovens negros, principais vítimas de homicídio no Brasil.

A primeira etapa da iniciativa foi lançada em setembro deste ano, em Alagoas e, nesta segunda fase, serão reforçadas ações com foco na juventude, viabilizando o acesso ao trabalho, educação, saúde, justiça, cultura e esporte.

Construído por meio de um processo amplamente participativo, o Plano reúne ações de prevenção que visam a reduzir a vulnerabilidade dos jovens a situações de violência física e simbólica, a partir da criação de oportunidades de inclusão social e autonomia; da oferta de equipamentos, serviços públicos e espaços de convivência em territórios que concentram altos índices de homicídio; e do aprimoramento da atuação do Estado por meio do enfrentamento ao racismo institucional e da sensibilização de agentes públicos para o problema.

Durante a primeira fase do Plano, o Governo Federal realizou ações voltadas à juventude nas áreas do trabalho, educação, saúde, acesso à justiça, cultura e esporte, em parceria com o estado de Alagoas e municípios, nas cidades de Maceió, Arapiraca, União dos Palmares e Marechal Deodoro. No que tange às políticas de promoção da segurança pública, soma-se a esta iniciativa o Plano Brasil Mais Seguro, em fase de implementação pelo Ministério da Justiça em Alagoas.

Plano na prática
As políticas e programas do Plano são direcionados à juventude, com especial atenção aos jovens negros de 15 a 29 anos do sexo masculino, em sua maioria com baixa escolaridade, moradores dos bairros com maiores índices de homicídios. Terão prioridade os jovens em situação de exposição à violência, como aqueles que se encontram ameaçados de morte, em situação de violência doméstica, em situação de rua, cumprindo medidas socioeducativas, egressos do sistema penitenciário e usuários de crack e outras drogas.

Além disso, cada município selecionará, com base nos dados do IBGE e DATASUS, os bairros com maior vulnerabilidade social e incidência de homicídios. Os bairros selecionados serão priorizados na implantação de equipamentos e serviços voltados prioritariamente aos jovens. Cada território contará com um Núcleo de Articulação Territorial, com representação de gestores públicos e representantes da sociedade civil, responsáveis por coordenar a implementação das ações. O Plano Juventude Viva constitui uma oportunidade histórica para enfrentar a violência, problematizando a sua banalização e a necessidade de promoção dos direitos da juventude.

Além das ações voltadas para o fortalecimento da trajetória dos jovens e transformação dos territórios, o Plano busca promover os valores da igualdade e da não discriminação, o enfrentamento ao racismo e ao preconceito geracional, que contribuem com os altos índices de mortalidade da juventude negra brasileira. Trata-se de um esforço inédito do conjunto das instituições do Estado para reconhecer e prevenir a violência, somando esforços com a sociedade civil para a sua superação.

Histórico
O processo de discussão e elaboração do Plano iniciou-se em julho de 2011 no Fórum Direitos e Cidadania, instância responsável por promover a articulação política e gerencial das ações voltadas para a garantia e expansão do exercício da cidadania. A Violência contra Jovens Negros foi eleita pelo conjunto dos Ministros e Ministras que compõem o Fórum como uma das questões sociais prioritárias a serem enfrentadas.

Ao longo de 2011, o Fórum Direitos e Cidadania debruçou-se sobre o tema. No  processo de mobilização e participação social foram realizadas consultas, envolvendo a participação de diversas organizações da sociedade civil.

Via Brasil.gov

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Estudo aponta que queimadas no Pantanal mataram 17 milhões de animais em 2020
Geral
Ao vivo: Bebê transmite mãe tomando banho no Facebook
Geral
Servidor da prefeitura que filmava colegas em banheiro é demitido
Vídeos
Vídeo: Inês Brasil é ‘expulsa’ de “A Fazenda” e viraliza nas redes sociais
Geral
Vencendo a Covid: Hospital da Cassems tem zero paciente internado com a doença
Geral
Em evento, Ambev lançou a cerveja Spaten na capital
Geral
Fontes afirmam que Pastor Junior Lopes tinha mais problemas
Geral
Idoso de 86 anos com Alzheimer desaparece no Carandá Bosque
Geral
Vídeo - Queda de avião mata empresário, esposa e filhos
Geral
Vídeo: Capivara ataca homem em Lagoa

Mais Lidas

Polícia
Corpo é encontrado esquartejado em sacos de lixo
Geral
Ao vivo: Bebê transmite mãe tomando banho no Facebook
Polícia
Jovem é presa por morder enfermeira na UPA do Coronel Antonino
Polícia
Mulher agredida com barra de ferro em espetinho no Aero Rancho contesta versão dada pelo dono