Menu
Busca segunda, 18 de março de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Por ausência de cadeirinha no comércio, fiscalização foi prorrogada

12 setembro 2010 - 18h41
Devido à ausência de cadeirinhas no comércio da capital e atendendo a um pedido da Associação Comercial de Campo Grande, a Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran) decidiu prorrogar as punições para o dia 10 de outubro. A justificativa é a falta dos dispositivos em lojas da Capital. Conforme o comandante da Ciptran, Major Alírio Villasanti Romero, esta será a última oportunidade para que os condutores se adéqüem às normas do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). “Já demos todos os prazos possíveis. Acredito que este período será suficiente para o comércio ficar abastecido e os condutores se adequarem”, explicou Romero. Ainda segundo Romero, a partir desta segunda, a Companhia, juntamente com Agetran, deve iniciar uma campanha educativa na frente das escolas do centro da capital. O objetivo é conscientizar os motoristas da importância de locomover as crianças com segurança. Quem desrespeitar as regras da Resolução 277 do CONTRAN estará cometendo, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, infração gravíssima e terá como penalidade multa de R$ 191,54, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e a retenção do veículo até que a irregularidade seja sanada. Como a fiscalização começou a valer em todo o Brasil no dia 1º de setembro, em Campo Grande alguns motoristas foram notificados. Segundo a Ciptran, não há como reverter à notificação, sendo que o condutor que se sentir lesado poderá recorrer da punição junto ao órgão competente. Resolução A Resolução 277 do CONTRAN foi publicada em junho de 2008 e definia o prazo de dois anos para a adequação, sendo assim, a fiscalização começaria a ser feita em junho deste ano. Esta já é a segunda vez que a medida é adiada. De acordo com o documento, crianças de até um ano de idade deverão ser transportadas no equipamento denominado conversível ou bebê conforto, crianças entre um e quatro anos em cadeirinhas e de quatro a sete anos e seis meses em assentos de elevação. Conforme a resolução, o objetivo é estabelecer condições mínimas de segurança para o transporte de passageiros com idade inferior a dez anos. O uso dos dispositivos de retenção não será exigido para os veículos com peso bruto total superior a 3,5t, os de transporte coletivo, táxi e escolares. Confira as principais regras para o transporte das crianças: • As crianças menores de dez anos devem ser transportadas no banco traseiro dos veículos utilizando equipamentos de retenção. • No caso da quantidade de crianças com idade inferior a dez anos exceder a capacidade de lotação do banco traseiro é permitido o transporte da criança de maior estatura no banco dianteiro, desde que utilize o dispositivo de retenção. • No caso de veículos que possuem somente banco dianteiro também é permitido o transporte de crianças de até dez anos de idade utilizando sempre o dispositivo de retenção. • Para o transporte de crianças no banco dianteiro de veículos que possuem dispositivo suplementar de retenção (airbag), o equipamento de retenção de criança deve ser utilizado no sentido da marcha do veículo. Neste caso, o equipamento de retenção de criança não poderá possuir bandejas ou acessórios equivalentes e o banco deverá ser ajustado em sua última posição de recuo, exceto no caso de indicação específica do fabricante do veículo. • No caso de motocicletas, motonetas e ciclomotores o Código de Trânsito Brasileiro estabelece no artigo 244, inciso V, que somente poderão ser transportadas nestes veículos crianças a partir de sete anos de idade e que possuam condições de cuidar de sua própria segurança.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
IEL e Sesi fazem parceria para atender empresa
Geral
PDV chega amanhã à Assembleia; Conheça os detalhes
Geral
Grupo vai às ruas em protesto contra assassinato de mulheres
Geral
Irmã do deputado Barbosinha morre aos 74 anos
Geral
Fazendeiro morre após bater moto contra placa de sinalização
Geral
Reinaldo assume compromisso de asfaltar toda a cidade de Paranhos
Geral
Em entrevista, Marun fala sobre reforma da Previdência
Geral
Microempreendedores são dispensados de pagar alguns tributos em MS
Geral
Governador entrega cem moradias em Paranhos
Geral
Moro mantém Força Nacional em MS

Mais Lidas

Polícia
Mistério: adolescentes desaparecem a caminho da escola
Polícia
Homem mata ex-esposa com golpes de machadinha
Polícia
Menina de dez anos se mata com arma do pai, em São Paulo
Polícia
Sul-mato-grossense e namorado morrem em acidente em Porto Alegre