Menu
Busca terça, 13 de abril de 2021
(67) 99647-9098
Governo Balada - topo - abril21
Geral

Prédio do semiaberto de adolescentes vai virar sede de batalhão da PM

09 fevereiro 2011 - 10h30
Alugado pela Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) para funcionar como “semiaberto” de adolescentes, o imóvel na rua 26 de Agosto, em frente ao Mercadão Municipal, em Campo Grande, será transformado na sede do 1º Batalhão da PM (Polícia Militar), que atende as regiões do Centro, Imbirussu e Lagoa. A mudança de planos para o prédio foi anunciada hoje pelo comandante da PM, coronel Carlos Alberto David dos Santos, e trouxe alívio aos comerciantes. Acompanhado por oficiais do 1º batalhão, o comandante foi ao local para tomar posse. “O prédio é da PM. Dentro de 15 a 20 dias estaremos aqui”, garante. A instalação do regime semiaberto na rua 26 de Agosto, próximo ao local chamado de Cracolândia devido ao intenso comércio de drogas, foi criticada pelo juiz da 2ª Vara da Infância e Juventude, Danilo Burin, e por comerciantes do Mercadão. A categoria havia agendado um protesto na manhã desta quarta-feira, mas foi surpreendida pelo anúncio de que o imóvel será batalhão da polícia. Ontem, o governador André Puccinelli (PMDB) determinou a instalação de uma base da PM em frente ao Mercadão. O comandante da PM afirma que já havia solicitado um espaço na região central. Atualmente, a sede do 1º BPM fica localizada na Vila Sobrinho, próximo à avenida Júlio de Castilho. Por turno, 120 policiais vão ficar na nova sede. “Vamos combater tráfico de drogas e prostituição nas ruas 26 de Agosto, 7 de Setembro e 15 de Novembro”. A mudança na utilização do imóvel foi comemorada pelos comerciantes. “É bem melhor. Aqui não seria o local adequado [para o semiaberto]”, afirma Canuto Barcelos de Souza, de 48 anos, que é dono de uma vidraçaria na rua 7 de Setembro. “Será muito bom para a região”, salienta Junior Noco, proprietário de uma casa de embalagens na rua 26 de Agosto. “Ficamos sabendo no fim da tarde de ontem. Mas não tínhamos certeza”. Na dúvida, o comerciante, ao lado do deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB), distribuía panfletos contra a instalação do semiaberto para adolescentes. Na semi-liberdade, os adolescentes têm que retornar diariamente e dormir na unidade. O contrato do imóvel vale por um ano, com valor de R$ 30 mil. O imóvel locado pela Sejusp tem uma ante-sala, quatro salas, sala de jantar, dois quartos, uma suíte, dois banheiros, copa e cozinha, dois depósitos, uma lavanderia e um banheiro. Fonte: CG News
APP JD1_apple

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Atividade física no combate a Covid-19 será tema de audiência na Câmara
Geral
Sem vacinas, motoristas ameaçam parar transporte público na Capital
Geral
Detran transfere atendimentos para Central de Exames na Capital
Geral
Covid: Campeã mundial de basquete, Ruth morre aos 52 anos
Geral
Corpo de bombeiros doa cestas básicas à famílias atendidas pela SAS
Geral
Covid: Câmara decreta luto e cancela sessão após vereadores perderem familiares
Geral
PGE inicia 1 fase de seleção de acadêmicos para estágio remunerado
Geral
Procon MS tem mudanças, e reclamações podem ser feitas até por cartas
Geral
Filho mata pai a facadas por não querer cortar o cabelo
Geral
Dor e silêncio, a despedida de Jackeline que morreu na Mato Grosso

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio