Menu
Busca quarta, 15 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Geral

'Prisão maculou carreira', afirma advogado de atriz pornô em MS

17 agosto 2011 - 09h47Reprodução TV Morena

O advogado de defesa da atriz pornô Juliana Assis Novaes Cardoso, presa em flagrante na quarta-feira passada (10) por suspeita de receptação de carro roubado em Mato Grosso do Sul, informou que irá pedir ao judiciário a liberação provisória da cliente nos próximos dias.

Abdallah Maksoud Neto disse que a prisão estaria maculando a carreira dela, e que ele está confiante em obter a soltura da atriz, conhecida no meio artístico como Júlia Fontanelli. "Estamos aguardando a chegada de documentação comprobatória de que ela é ré primária, tem bons antecedentes e exerce uma profissão, tem um trabalho lícito", afirma.

A atriz pornô, que diz ter mais de 200 filmes no currículo, nega a participação no crime e afirma que adquiriu o automóvel de terceiros em São Paulo, onde mora. Segundo a atriz, ela e o marido viajavam ao Paraguai para fazer compras no momento do flagrante feito por policiais rodoviários na BR-163.

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Prefeitura multa Consórcio Guaicurus em R$ 12 milhões
Geral
Carnaval no Rio pode acontecer só em junho
Geral
Governo amplia prazo de redução de jornada e suspensões de contratos
Geral
Orro quer proibir atos públicos para evitar aglomerações
Geral
Aos 27 anos, Adalberto perde a luta contra o coronavírus
Geral
Saque de auxílio emergencial é liberado para beneficiários do 3º lote
Geral
Mãe pede leite, remédio ou dinheiro para salvar bebê com anomalia
Geral
Funsat encaminha mulheres vítimas de violência ao mercado de trabalho
Geral
Licenciamento de veículos pode ser emitido online
Geral
Blogueira de MS afirma estar com Covid-19 e faz “recebidos” de vitaminas

Mais Lidas

Oportunidade
Funtrab tem 236 vagas de emprego para atuar na capital
Polícia
“Encontraram o monstro”, diz primo de Carla sobre assassino
Polícia
Ex-patroa é denunciada por abandono de incapaz que resultou em morte
Saúde
MP solicita inspeção em frigoríficos no interior