Menu
Busca sexta, 17 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Geral

Procon divulga ranking de reclamações de 2010

13 janeiro 2011 - 10h19
O Procon/MS divulgou ontem (13) a relação das empresas que tiveram maior número de reclamações em 2010. Depois da Paulistec, empresa que vendia diplomas falsos em Campo Grande-, as empresas do setor de telefonia foram as que tiveram maior número de queixas por parte dos consumidores, com destaque para Oi em segundo lugar e a Americel/Claro em terceiro. Ainda no setor de telefonia, a GVT caiu do 15º lugar para a 40ª posição no ranking, com redução de 50%. A Sony Ericsson, que esteve na sétima posição em 2009, com 259 processos abertos, em 2010 ocupou a 36ª posição, com redução de 71% no número de reclamações. A Enersul caiu da segunda para a sexta posição, saindo de 794 processos abertos em 2009 para 310 em 2010, apresentando queda de 61%. Já a Águas Guariroba, que esteve em terceiro lugar em 2009, com 546 processos, e que em 2010 fechou na nona posição, somando 256 processos abertos, apontou redução de 53,5%. As Casas Bahia fechou 2010 com 323 reclamações, ocupando a quinta posição do ranking. Em 2009 a empresa teve 175 queixas e ocupou a 12ª posição. Comparando-se os dois últimos anos o aumento foi de 85%. No último ano foram abertos 15.073 processos em decorrência de reclamações, com média mensal de 1.256, de um total de 29.080 atendimentos. O índice de solução dos processos abertos pelo Procon é de 75%. O superintendente do Procon Lamartine Ribeiro explica que “quando um consumidor tem algum problema e recorre ao Procon, a primeira atitude é acionar a empresa no exato momento em que o consumidor está sendo atendido. Esse procedimento é chamado atendimento preliminar. Caso a empresa resolva a situação no momento, não será necessária a abertura de um processo, ou seja, não vai ser instaurada uma reclamação”. Ribeiro destaca o número de atendimentos realizados pelo órgão de defesa: “Hoje atendemos quinze mil pessoas a mais por ano do que em 2007. Crescemos cerca de 20% no último ano, mas nossa próxima meta é exatamente o contrário: reduzir o número de atendimentos, desde que isso signifique que as empresas atendam melhor seus consumidores, e que os mesmos não precisem recorrer ao Procon porque as empresas estão prestando serviços e fornecendo produtos com maior grau de respeito às leis”, ressalta. “De acordo com o superintendente houve uma mudança metodológica na pesquisa com a separação dos serviços de telefonia fixa e móvel da empresa Oi/Brasil Telecom. “Ainda assim, se não fosse o fenômeno Paulistec, a Oi Telefonia Fixa permaneceria em primeiro lugar no Ranking, contudo, se somarmos os processos abertos nos serviços fixo e móvel, vamos observar que foram abertos em 2010, 500 processos a menos do que em 2009, o que indica uma mudança de postura da empresa que mês a mês apresentou uma curva descendente no ranking”, diz Lamartine. “Esperamos que essa tendência continue”, conclui. A classificação realizada pelo Procon tem o objetivo de disponibilizar ao consumidor informações que contribuam para a escolha do local de aquisição do produto. Além de considerar o preço e a qualidade o consumidor também deve ponderar o respeito, a solução de problemas e o atendimento no pós-venda. Veja no link abaixo a pesquisa na íntegra. Fonte: Notícias MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Ajude: Enzo tem leucemia e 21 dias para comprar remédio de R$ 160 mil
Geral
Detran inicia primeiro leilão de 2020
Geral
Brasil registra mais de 200 ataques contra jornalistas em 2019, aponta relatório
Geral
Reinaldo lançará "pacotão de obras", resultado do Governo Presente
Geral
Dona de Alf quer justiça depois de sacrifício no CCZ, “sem autorização”
Geral
Valor de renovação de vistoria será reduzido em até 5 vezes
Geral
Colégio Adventista nega ter rejeitado aluno com síndrome
Geral
Agepen determina novas regras para visitação em unidades prisionais
Geral
Missa de 7º de Struck será nesta quarta, em Sidrolândia
Geral
Vídeo - Cão não aceita ficar no carro e buzina até ser "resgatado"

Mais Lidas

Cidade
Odilon Júnior participa de ato para regularização fundiária na “Favela do Linhão”
Economia
Campo Grande é campeã em novas empresas em 2019
Polícia
Quatro homens foram autuados em R$16 mil por exploração ilegal de madeira
Cidade
“Precisamos de eficiência para atrair grandes empreendimentos”