Menu
Busca quinta, 13 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Geral

Projeto de Siufi sobre internação domiciliar nos hospitais do SUS é aprovado

06 junho 2010 - 00h37Divulgação
O projeto de lei nº 6.794/10, de autoria do presidente da Câmara Municipal, Paulo Siufi (PMDB), e subscrito pelo parlamentar Dr. Jamal Salem (PR) (presidente da Comissão de Saúde da Casa de Leis), que autoriza o Poder Executivo a instituir o programa "Home Care" - serviço de atendimento e internação domiciliar" nos hospitais credenciados ao Sistema Único de Saúde (SUS) no município de Campo Grande, foi aprovado na última terça-feira (01), na Câmara Municipal. Segundo Paulo Siufi, a proposta visa promover a humanização do atendimento médico, oferecer uma recuperação mais rápida ao paciente, diminuir o risco de infecções hospitalares, liberar leitos nos hospitais para pacientes que necessitam de cuidados diferenciados, e, finalmente, para diminuir o custo financeiro decorrente da manutenção de paciente em leitos hospitalares. "Já existe essa prerrogativa no Sistema Único de Saúde. Com a intenção domiciliar, irá desafogar os hospitais, para melhor atender as pessoas, naqueles casos terminais, em que muitas vezes são horas, dias, meses junto ao seu familiar. Sem contar, a melhoria que será proporcionada para aqueles que precisam de um curativo cirúrgico, de atendimentos que podem ser feito dentro do domicílio. Tenho certeza de que não é um sonho, mas uma realidade. Esse projeto contemplará a população, assim como os planos de saúde , já contemplam quem tem plano de saúde", defendeu Siufi. De acordo com o presidente do Legislativo Municipal, a proposta pode ser implantada no município de Campo Grande, já que existe recursos destinados para essa finalidade, sem que cause ônus para o poder público. "Em casa será um atendimento de cuidados hospitalares. Vamos estar votando um projeto que beneficiará diretamente a população da nossa Cidade. Com melhor resultado de restabelecimento daqueles que precisam de internação. Já temos pessoas que já labutam nesse segmento, sabem o quanto é importante termos mais esse beneficio na área domiciliar", colocou o Paulo Siufi. Conforme a matéria, o programa "Home Care" consiste no atendimento domiciliar por equipe de profissionais da área médica, os quais prestarão atendimento na residência e à família do paciente, farão a avaliação de seu estado geral de saúde, realizarão os procedimentos indicados para a manutenção e evolução do tratamento, orientarão seus familiares sobre os cuidados necessários para o prosseguimento da internação e quando necessário ficarão presentes de plantão na residência do internado. O Programa "Home Care", é destinado àqueles pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), cuja enfermidade não exige toda a estrutura hospitalar para o seu tratamento, mas que precisam do acompanhamento de profissionais da área de saúde. Segundo a proposição, o poder público, na execução do programa "Home Care", poderá designar profissionais capacitados para o atendimento, bem como contratar empresas especializadas para prestação de serviço de forma terceirizada.
Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Suzano terá mega fábrica em Rio Pardo
Geral
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 27 milhões
Brasil
Cachorro arrasta corpo de recém-nascido carbonizado pela rua
Geral
Assembleia analisa projeto que prevê  intérpretes de libras em delegacias 
Geral
Estudo confirma presença de dinossauros em MS
Geral
Policial Militar salva bebê que se afogou com o leite materno
Geral
Visitas em presídios seguem suspensas até dia 26 de maio
Cidade
Aulas presenciais voltam dia 19 de julho em Campo Grande
Geral
JD1 e iPlace do Bosque dos Ipês sortearão kits com acessórios do iPhone
Geral
MS contrata banco por R$ 13,5 mi para emissão de cartões do 'Mais Social'

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio