Menu
Busca sábado, 18 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Geral

Projeto poderá proibir corte de energia do consumidor

PL foi apresentado na Assembleia Legislativa nesta sexta e passará por análise

06 dezembro 2019 - 13h58Sarah Chaves, com informações da assessoria

O Projeto de lei apresentado na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (5), quer obrigar a concessionária de energia de Mato Grosso do Sul, atualmente a empresa Energisa, a realizar a cobrança da taxa de iluminação pública em fatura distinta do consumo mensal de energia, e a manter o serviço mesmo com o não pagamento da fatura.

O projeto é de autoria do deputado Marçal Filho (PSDB), que propôs que a concessionária pode gerar a cobrança no mesmo documento, porém “com discriminação específica e cobradas em códigos de barra diferentes”. As faturas referentes ao consumo e à taxa de iluminação pública deverão estar dispostas de forma simples e de fácil compreensão, informando de “forma correta, clara, precisa e ostensiva os valores correspondentes a cada um dos serviços prestados”.

O objetivo, segundo o autor, é que o consumidor identifique facilmente cada valor que está sendo cobrado. “A exigência atende necessidade da população, o respeito à dignidade, a proteção dos interesses econômicos e transparência e harmonia nas relações de consumo como propõe lei federal”, justificou Marçal Filho.

O projeto ainda determina que, se aprovado, ficará proibido o corte, suspensão ou interrupção do fornecimento do serviço essencial pelo não pagamento do boleto ou fatura referente à cobrança da taxa de iluminação pública, mas esta “poderá ensejar restrição ao consumidor”.

O descumprimento da lei poderá levar a multa de  R$ 29.070 a R$ 145.350. A proposta segue para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Morador se assusta com a visita noturna de um jacaré
Geral
Detran-MS fará leilão de 403 veículos no primeiro certame de 2020
Geral
Ajude: Enzo tem leucemia e 21 dias para comprar remédio de R$ 160 mil
Geral
Detran inicia primeiro leilão de 2020
Geral
Brasil registra mais de 200 ataques contra jornalistas em 2019, aponta relatório
Geral
Reinaldo lançará "pacotão de obras", resultado do Governo Presente
Geral
Dona de Alf quer justiça depois de sacrifício no CCZ, “sem autorização”
Geral
Valor de renovação de vistoria será reduzido em até 5 vezes
Geral
Colégio Adventista nega ter rejeitado aluno com síndrome
Geral
Agepen determina novas regras para visitação em unidades prisionais

Mais Lidas

Polícia
Durante blitz, 11 pessoas foram pegas dirigindo sem CNH
Polícia
Vídeo: Criminosos são capturados pela polícia em perseguição no Aero Rancho
Internacional
Após surto de pneumonia, EUA aumenta vigilância em aeroportos
Educação
Inep encontra erro na correção do Enem