Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Resolução estabelece locais sob restrição ou interditados ao exercício da pesca

28 março 2011 - 15h47
Campo Grande (MS) – Os locais sob restrição ou interditados ao exercício da pesca foram estabelecidos em resolução publicada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia (Semac). A resolução (004/11), de 24 de março, complementa a nova lei da Pesca, Lei Estadual de número 3.886, de 28 de abril de 2.010 e a Lei Federal de número 11.959, de 29 de junho de 2009, nos termos relativos ao exercício da atividade pesqueira no âmbito do Estado de Mato Grosso do Sul. De acordo com o art. 9º, nos rios Perdido, Abobral e Vermelho, em toda a sua extensão, somente é admitido o exercício da atividade pesqueira de subsistência, científica ou amadora no sistema de peque e solte. No Rio negro, no trecho que vai da foz do Córrego Lageado até o brejo da Fazenda Fazendinha, somente é admitido o exercício da atividade pesqueira de subsistência, científica ou amadora no sistema de pesque e solte. Ainda de acordo com a resolução, é vedado o exercício da atividade pesqueira em toda a extensão dos rios Córrego Azul, Salobra, Nioaque, Prata e Formoso. Também é vedado o exercício da atividade pesqueira no Rio Apa, nos seguintes trechos: entre a Cachoeira Grande e Cachoeirinha, e do Destacamento Ingazeira até a foz. Em conformidade com o disposto no art. 10 da Lei Estadual nº 3.886/10 e com o art. 6º da Lei Federal nº 11.959/09, fica proibida a pesca comercial e amadora nos seguintes locais: a menos de 200 m (duzentos metros) a montante e a jusante de cachoeiras e corredeiras; a menos de 200 m (duzentos metros) de olhos d’água e nascentes; a menos de 1.000 m (mil metros) a montante e a jusante de barragens de empreendimentos hidrelétricos ou de abastecimento público; a menos de 1.000 m (mil metros) de ninhais e a menos de 200 m (duzentos metros) da confluência dos rios com seus afluentes e desembocadura (boca) de baías, lagos e lagoas. O assessor jurídico da Diretoria de Desenvolvimento do Imasul, Pedro Mendes Neto, destaca que a resolução da Semac preenche lacunas deixadas pela lei da pesca, dentre elas, dos tamanhos mínimos para captura de pescado, além das informações sobre os petrechos, insumos e métodos de pesca. “A resolução da Semac informa sobre os limites máximos para captura de pescado, estabelecidos em quilos, bem como os tamanhos mínimos de captura a serem respeitados para cada espécie", informou Neto. Resolução_SEMAC_n._04-2011_-_Atividade_Pesqueira.doc Fonte: Notícias MS
Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Ciclista tem a cabeça esmagada por carreta em acidente
Geral
Parque das Nações terá memorial da Sanesul
Geral
Coronel David percorrerá o estado em apoio a Bolsonaro, no fim de semana
Geral
Usuários reclamam de excesso de ligações e Claro tem 15 linhas bloqueadas
Geral
Caminhão pega fogo na MS-395 e chamas atingem vegetação
Geral
Vídeo mostra onça morta em rodovia da capital
Geral
Procon-MS notifica 16 postos no norte de MS
Geral
Agehab suspende inscrição durante processo de seleção de residências
Geral
Associação de moradores receberá metade do salário de Reinaldo, em junho
Geral
Estado entrega projeto que prorroga abono por mais 12 meses

Mais Lidas

Geral
Bosque dos Ipês terá exposição de animais marinhos de dez metros
Polícia
Homem bêbado pede para descansar e morre no sofá do vizinho
Clima
Temperatura volta a cair nesta quarta-feira, em Mato Grosso do Sul
Polícia
Massacre deixa seis mortos na fronteira