Menu
Busca sábado, 20 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Saiba quais são as infrações de trânsito mais cometidas

Assim como cresce o número de acidentes fatais no trânsito, aumentam as medidas de coerção, como a aplicação de multas

28 janeiro 2019 - 15h16Da redação com assessoria

Nos últimos anos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de acidentes fatais no trânsito aumentou de modo constante em todo o mundo. Foram 1,35 milhão de mortes registradas em 2018 – o índice mundial em 2009, por exemplo, foi de 1,2 milhão de mortos. A entidade aponta que, atualmente, o Brasil é o quinto país com mais fatalidades no trânsito.

A infração mais cometida por motoristas brasileiros é o excesso de velocidade, uma conduta de alto risco, capaz de provocar acidentes com proporções trágicas. Este comportamento, inclusive, está entre os mais praticados por condutores de diferentes categorias, sejam eles de moto, carro ou caminhão. Ultrapassar o limite de velocidade em até 20%, por exemplo, é uma infração média que rende multa de R$ 130,16.

Quando a celeridade fica entre 20% e 50% a mais que o permitido, a infração é considerada grave e a multa é de R$ 195,23. Já ao transitar o veículo com velocidade acima de 50% da prevista em lei, a infração passa a ser gravíssima e o valor é multiplicado por três (R$ 293,47 x 3 = R$ 880,41).

Além desta, confira outras infrações cometidas frequentemente por motoristas de diferentes tipos de veículos, algumas delas estão sujeitas a acréscimos no valor das multas.

Motos

Estima-se que o capacete pode prevenir cerca de 69% dos traumatismos crânio-encefálicos e 65% dos traumatismos da face em um acidente de moto. Mesmo assim, a falta de uso deste equipamento é uma das infrações mais habituais entre os motociclistas, considerada gravíssima, além de acrescentar sete pontos na carteira, com pagamento de multa de R$ 293,47 e suspensão da habilitação.

Frequente tanto nas vias das cidades quanto em estradas, a ultrapassagem pela contramão é outra infração gravíssima, com sete pontos adicionados na habilitação, porém com seu valor multiplicado por cinco (R$ 293,47 x 5 = R$ 1.467,35). Em caso de reincidência no período de até 12 meses da infração anterior, aplica-se o dobro do valor da multa.

Carros

Segundo a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), o uso de celular ao volante é a terceira maior causa de mortes de trânsito no Brasil, perdendo em número de fatalidades somente para o excesso de velocidade e a embriaguez. A infração é gravíssima, com multa de R$ 293,47 e acréscimo de sete pontos na CNH.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Sete em cada dez internautas pretendem comprar chocolate na Páscoa
Geral
“Em tempos de crise a solução é inovar”, diz empresária
Geral
Unesul, São Luiz e Eucatur são autuadas por não concederem gratuidade a idosos
Geral
Ministério divulga regras para policiamento comunitário
Geral
PRF inicia a "Operação Semana Santa" nas rodovias federais de MS
Geral
Siqueira contesta financiamento para beneficiar caminhoneiros
Geral
Fiems apresenta projeto e firma parceria com Prefeitura de Ponta Porã
Geral
Guarda Metropolitana atua em esquema especial para evitar "massacres"
Geral
“Ponto de equilíbrio da democracia brasileira”, diz Reinaldo sobre o Exército
Geral
Vídeo - Em encontro sustentável, secretário de Marquinhos cai de patinete

Mais Lidas

Polícia
Empresário e funcionário morrem eletrocutados durante trabalho
Polícia
Corpo de mulher é encontrado amarrado em árvore às margens da BR-262
Justiça
Julgamento de juiz é adiado
Polícia
Motorista é encontrado morto com 14 facadas