Menu
Busca quinta, 09 de abril de 2020
(67) 99647-9098
TJMS Topo
Geral

Sakineh Mohammadi Ashtiani, mãe iraniana, pode ser executada a qualquer momento.

20 julho 2010 - 16h24
Uma mulher iraniana encara a morte após ser torturada por um suposto adultério. Em 2006, Ashtiani foi condenada por ter mantido .relações ilícitas. e recebeu 99 chibatadas. Desde então, esta mulher de 43 anos está na prisão, onde se retratou da confissão feita sob a coerção das chicotadas. Só recentemente é que ela foi levada ao tribunal e recebeu um novo julgamento. De novo ela foi condenada e, desta vez, apesar de já ter sofrido uma punição, foi sentenciada à morte por apedrejamento. Essa prática desumana envolve enrolar firmemente a mulher, da cabeça aos pés, com lençóis brancos, enterrá-la na areia até os ombros e golpeá-la à morte com pedras grandes. Ontem, no final da tarde, o governo do Irã negou a informação de que Ashtiani seria executada por apedrejamento, embora sua sentença de morte ainda possa ser levada a cabo por outro método, provavelmente o enforcamento. Os ativistas dos direitos humanos no Irã, incluindo a Anistia Internacional, duvidam da veracidade dessa declaração e continuam preocupados com o destino de Ashtiani. Não podemos deixar Ashtiani tornar-se mais uma vítima do tratamento aviltante e desumano dispensado às mulheres no Irã, que se tornou uma realidade cotidiana. Faça sua voz ser ouvida e encoraje outras pessoas a fazer o mesmo Tome uma atitude contra a prática do apedrejamento; tome uma atitude contra o abuso de mulheres, assine esta petição. Assine aqui http://www.liberdadeparasakineh.com.br/ o manifesto eletrônico e ajude a impedir este ato de crueldade. http://www.liberdadeparasakineh.com.br/

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Frota de ônibus será reduzida na capital nos feriados de Páscoa
Geral
Economia assusta mais que pandemia, diz pesquisa Ranking
Geral
Pagode ou Sertanejo? Lives de Bruno e Marrone e Péricles animam o "Fique em Casa"
Geral
Crivella decreta estado de calamidade pública no Rio
Geral
Vídeo - Marília Mendonça agradece "trabalho incrível" de Mandetta em live
Geral
Atenção: Links falsos do auxílio emergencial chegam a 6,7 milhões de brasileiros
Geral
Reinaldo pede consciência para vencer a pandemia mais rápido
Geral
Escritor Olavo diz que Mandetta deveria ser preso por esconder cura para coronavírus
Geral
Empresas de turismo não podem cobrar multa para remarcar reserva, diz Procon-MS
Geral
Na maior crise da história, tarifa de energia sobe; no MS reajuste chegará em julho

Mais Lidas

Cultura
“Rainha da Sofrência” bate recorde e alcança 3,2 milhões de expectadores em live
Economia
Auxílio emergencial já foi pago para 2,5 milhões de pessoas
Polícia
Jovens usam facas para ameçar e roubar idoso de 78 anos
Polícia
“Vocês são bando de doido”, diz jovem ao ser presa por desacato