Menu
Busca quarta, 16 de junho de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - Junho21
Geral

"Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência" começa nesta sexta-feira

América Latina ocupa o segundo lugar com o maior índice de meninas grávidas entre os 15 e 19 anos de idade

01 fevereiro 2019 - 14h52Marcos Tenório, com assessoria

O dia 1º de fevereiro marca o início da "Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência". Em análise com o restante do mundo, a América Latina ocupa o segundo lugar com o maior índice de meninas grávidas entre os 15 e 19 anos de idade.

Com o objetivo de prevenir e alertar toda a população jovem dos cuidados que devem ser tomados, a Unimed Campo Grande convidou a ginecologista e obstetra, Rubia Loureiro, para explicar sobre o assunto. Ela comenta que quando a menina se torna mãe com tão pouca idade, o que mais preocupa é como será a vida, já que perdendo grande parte de sua juventude, normalmente, essas adolescentes abandonam a escola ou acabam em relacionamentos conjugais forçados que não oferecem uma boa base e nem estabilidade.

“Elas pulam uma etapa importante da vida. São obrigadas a agirem como adultas de uma hora para outra. Por isso, necessitam de muito suporte para passar por todas essas mudanças e não saírem prejudicadas na vida” esclarece Rubia.

Além de apresentar os riscos comuns de uma gravidez, uma jovem ainda em desenvolvimento emocional e físico pode apresentar elevação da pressão arterial, crises convulsivas e também depressão pós-parto caso não tenha o acompanhamento profissional durante o período gestacional.

“Os riscos para o bebê estão associados aos cuidados ineficientes pela imaturidade materna e falta de estímulos na primeira idade. Comprometendo a saúde física e mental do binômio materno-fetal”, explica a obstetra.

O aumento da vulnerabilidade social de uma mãe precoce é causado, principalmente, pelos fatores como, pobreza, desligamento das atividades do cotidiano e a falta de acesso à informação e a métodos contraceptivos.

A Semana de Prevenção da Gravidez na Adolescência foi criada justamente para informar e conscientizar o máximo de jovens, para que consigam diminuir estes altos índices e também oferecer às mães uma oportunidade de ressocialização, sem preconceitos.

Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Huck diz que não será candidato à Presidência, mas substituirá Faustão
Geral
CPI da Energisa depende de julgamento que ocorre hoje
Geral
Vídeo mostra momento que mulher é morta a tiros pelo ex-marido
Geral
Trecho crítico em BR será modificado
Geral
Motociclista é socorrido após bater em coqueiro no canteiro central
Geral
MPMS se reúne com Poderes e Instituições para debater sobre decretos ‘conflitantes’
Geral
Leilão com BMW chega ao fim nesta quarta-feira em Dourados
Saúde
“Não precisa que professores estejam vacinados”, diz Queiroga sobre aulas presenciais
Saúde
Na luta contra covid, MS transfere mais três pacientes para Rondônia
Geral
De BMW a moto Biz, leilão de veículos encerra na quarta-feira

Mais Lidas

Cidade
Foi selecionado? Prefeitura convoca 51 candidatos aprovados em seleção
Geral
Dois meses após vencer a Covid-19, médico ainda se recupera e agradece orações
Brasil
Polícia encontra corpo de ex-parceiro de dupla de Cristiano Araújo
Economia
Auxílio Emergencial: Governo antecipa pagamento da 3ª parcela; veja novas datas