Menu
Busca quarta, 14 de abril de 2021
(67) 99647-9098
TJMS abril21
Geral

Sistema de registro biométrico entra em vigor dia 19 nas autoescolas

31 agosto 2011 - 15h33

A identificação biométrica dos alunos para evitar fraudes no curso teórico para obtenção da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) será instalada a partir do dia 15 de setembro nas autoescolas de Campo Grande. O treinamento vai até o dia 16, com implantação efetiva no dia 19.

A exigência do sistema iBio foi publicada no início de agosto. Com ele, os alunos serão monitorados por câmera, além de leitura das impressões digitais.

De acordo com a assessoria do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), a adesão ao sistema será feita por lotes, de dez em dez centro de ensinos, até chegar aos 46 locais.

No período de um mês, vão funcionar de forma simultânea o sistema tradicional – em que o aluno assina a lista de presença – e o iBio. "Quando estiver em todas, vai ser desligado o sistema antigo", afirma o presidente do sindicato dos CFCs (Centro de Formação de Condutores), Wagner Prado.

De acordo com ele, os centros terão custo entre R$ 300 e R$ 450 para se adequar ao iBio Gerenciamento de Aulas e iBio Validação Biométrica. A poucos dias da implantação e teste do novo sistema, os donos de autoescolas ainda correm atrás da compra do leitor biométrico, que fará a leitura das digitais.

"O aparelho mais caro é o da biometria, que custa uns R$ 300 e vamos ter que comprar", afirma a sócia-proprietária do CFC São Cristóvão, Keila Ferreira Farias.

As dez primeiras autoescolas que terão o sistema implantado são: Alfa, Alternativa, Campo Grande, Grand Prix (Aero Rancho), Grand Prix ( Mata do Jacinto), Kapital Pioneira, Kapital Tiradentes, Lacerda (Jardim Leblon), São Cristóvão e Vitória (Coophavila II).

Novidade - Para abrir a aula, o instrutor vai registrar sua digital no leitor biométrico e, em seguida, todos os alunos. De forma aleatória, no decorrer do tempo previsto de duração do módulo de estudo, o sistema vai sortear algumas pessoas para revalidarem a presença com nova leitura das digitais.

Ao término da aula, todos devem fazer novo registro. A tolerância será de dez minutos depois do horário programado para a aula, com recálculo do tempo.

O Centro de Formação que não cumprir as novas exigências poderá ser punido com advertência, suspensão de atividades, cancelamento do registro e da licença funcional dos profissionais vinculados ou responder processo administrativo.

De acordo com o Detran, depois de Campo Grande, o sistema será implantado em Dourados e Três Lagoas.

APP JD1_apple

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Olavo de Carvalho é internado com problemas respiratórios
Geral
Recém chegado ao MS, jovem de 28 anos morre de Covid-19
Geral
Atividade física no combate a Covid-19 será tema de audiência na Câmara
Geral
Sem vacinas, motoristas ameaçam parar transporte público na Capital
Geral
Detran transfere atendimentos para Central de Exames na Capital
Geral
Covid: Campeã mundial de basquete, Ruth morre aos 52 anos
Geral
Corpo de bombeiros doa cestas básicas à famílias atendidas pela SAS
Geral
Covid: Câmara decreta luto e cancela sessão após vereadores perderem familiares
Geral
PGE inicia 1 fase de seleção de acadêmicos para estágio remunerado
Geral
Procon MS tem mudanças, e reclamações podem ser feitas até por cartas

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio