Menu
Busca domingo, 22 de maio de 2022
(67) 99647-9098
Tjms Maio22
Geral

Tenente-coronel que matou o marido, consegue aposentadoria

Após 3 anos do ocorrido, tenente ainda deve ir a júri popular

06 novembro 2019 - 16h51Marya Eduarda Lobo

Foi julgada na esfera administrativa, a tenente-coronel da Polícia Militar Itamara Romeiro Nogueira, na manhã desta quarta-feira (6), pelo conselho da Polícia Militar de Campo Grande. Ela foi acusada de matar o marido a tiros, também policial militar, Valdeni Lopes Nogueira.

Supostamente para se defender de agressões, a policial atirou no marido com a pistola que usava na Polícia Militar. O crime ocorreu na garagem da residência deles, no dia 12 de julho de 2016. O advogado destacou o fato da tenente nunca ter registrado boletim de ocorrências das agressões contribuiu para a decisão.

De acordo com seu advogado, durante o julgamento, foi levada em consideração toda a carreira dela, que já atuou até mesmo no comando do Batalhão de Trânsito. A tenente já havia feito o pedido para ir a reserva, no entento, a decisão para que ela fosse reformada administrativamente, ou seja, aposentada que compete o afastamento total das suas funções dentro da entidade.

Já na esfera criminal, Itamara deve ir a júri popular em março de 2020.

Energisa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Prefeito de Pedro Juan Caballero morre após atentado
Geral
Com 80 lotes de veículos, Detran-MS abre leilão para sucata inservível e aproveitável
Geral
O drama de Delinha
Geral
Campanha do Agasalho: saiba onde doar itens de inverno para cães e gatos na Capital
Geral
Sextou sem dindin: Caixa e Nubank apresentam instabilidade
Geral
Mãe entra em trabalho de parto e bebê nasce na BR-163 na Capital
Geral
Unicef critica aprovação da educação domiciliar na Câmara
Geral
Gusttavo Lima para carro e aplaude fã que cantava sua música; vídeo
Geral
JD1TV: "Motivo de orgulho", diz Longen em comemoração à indústria
Geral
Sérgio Martins toma posse hoje na Academia de Letras de MS

Mais Lidas

Polícia
Assassinato de jovem no Aero Rancho pode ter sido motivado por vingança
Polícia
JD1TV: Jovem de 21 anos é morto a tiros no Aero Rancho
Geral
O drama de Delinha
Polícia
Motociclista que morreu após acidente na Joaquim Murtinho não tinha CNH