Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99647-9098
Geral

Seguro desemprego pode ser feito pela internet

Medida deve trazer mais eficiência na prestação do serviço, além de reduzir custos e aumentar a comodidade

22 dezembro 2018 - 07h30Da redação

O seguro-desemprego já pode ser integralmente solicitado pela internet por meio do Portal Emprega Brasil. Desenvolvida pela Dataprev, a iniciativa foi apresentada na quarta-feira (19), em Brasília, em cerimônia realizada no auditório do Ministério do Trabalho.

De acordo com o site Brasil.gov, a ferramenta deve trazer mais eficiência na prestação de serviços públicos, além de reduzir custos e oferecer mais comodidade aos trabalhadores de todo o País.

A informatização integral do serviço também deve aumentar a capacidade de atendimento mensal de trabalhadores em busca do benefício – hoje, a média é de cerca de 600 mil requerimentos por mês. Além disso, o prazo para o recebimento do auxílio, de 30 dias, passará a valer a partir da solicitação feita pela internet.

O pedido do seguro-desemprego já podia ser feito pela internet desde novembro do ano passado, mas a validação dos dados do trabalhador deveria ser realizada presencialmente, em um posto de atendimento. A partir de agora, o processo pode ser concluído de maneira remota, desde que as informações estejam corretas e não haja nenhum tipo de pendência.

Crédito em conta

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) aprovou, também na quarta, o prazo de 180 dias para que o pagamento do seguro-desemprego seja realizado apenas por meio de depósito em conta corrente simplificada ou conta poupança da Caixa Econômica Federal, sem ônus para o trabalhador. A medida trará economia, além de evitar o risco de fraude no recebimento do benefício. 

O Ministério do Trabalho atuará em conjunto com a Caixa, a fim de criar mecanismos eficazes de orientação ao trabalhador em relação aos novos procedimentos a serem adotados, em especial àqueles que não dispõem desse canal de pagamento. O trabalhador poderá transferir o seu recurso para contas particulares em outros bancos.

Atualmente, os pagamentos do seguro-desemprego são realizados em três modalidades: Cartão Cidadão; na própria agência, em espécie; e em crédito em conta, sendo que 55% dos beneficiários já recebem por meio de depósitos em conta poupança ou simplificada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Dia Livre de Impostos ocorre em Campo Grande nesta quinta-feira
Geral
Auxílio: Caixa libera saques e transferências para nascidos em março
Geral
Mapa do Feminicídio é lançado nesta segunda e mostra dados alarmantes
Geral
Detran volta a aplicar exames práticos e teóricos no interior do MS
Geral
Governo de MS cria comitê para planejar retomada pós pandemia
Geral
Dois ganhadores da Nota MS Premiada levarão R$ 50 mil, cada
Geral
Mães menores de idade já podem pedir auxílio emergencial
Geral
Caixa libera saques e transferências da 2ª parcela para nascidos em fevereiro
Geral
Familiares de vítima do coronavírus lamentam enterro sem despedida na capital
Geral
Balada não seguiu normas de segurança, mostra vídeo de leitor

Mais Lidas

Política
Moro ficará seis meses recebendo salário de ministro sem poder advogar
Cidade
Famílias do "Linhão" começam a ser reassentadas
Saúde
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS, diz SES
Internacional
Soldados do Exército paraguaio estão na fronteira para barrar entrada de brasileiros