Menu
Busca terça, 21 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Internacional

Agricultores de Portugal vão cobrar do governo prejuízos causados por javalis

Dezenas de agricultores tiveram vinhas e terras de cultivo completamente devastadas

03 julho 2019 - 13h40Rauster Campitelli, com informações do Notícias de Coimbra

Agricultores que tiveram prejuízos devido aos ataques de javalis e veados no distrito de Coimbra (Portugal) vão exigir que o Ministério da Agricultura realize o levantamento e o pagamento dos estragos. O coordenador da Associação Distrital de Agricultores de Coimbra (ADACO), Isménio Oliveira, disse à agência Lusa que existem dezenas de agricultores lesados, com vinhas e terras de cultivo completamente devastadas.

Os ataques aconteceram nos concelhos de Soure, Condeixa-a-Nova, Penela, Miranda do Corvo e Lousã. “No Rabaçal (Penela), um hectare de estufas de produção de caracóis está inoperacional desde janeiro, com a produção suspensa, depois de um ataque de javalis que causou largos milhares de euros de prejuízo”, revelou. Na manhã desta terça-feira (2), durante conferência de imprensa em Penela, a ADACO e uma comissão de agricultores exigiram medidas ao Ministério da Agricultura.

Entre as solicitações estão alterações à lei para que o Governo passe a assumir as indenizações aos agricultores, além de controle da densidade da população de javalis e veados. “Existe uma lei que obriga as zonas de caça associativas a assumirem os prejuízos aos agricultores, mas, como elas não têm essa capacidade, a lei é inoperacional e ninguém resolve o problema da compensação pelos estragos causados”, frisou Isménio Oliveira.

Uma concentração de agricultores dos distritos de Coimbra, Viseu e Leiria, em Lisboa, frente ao Ministério da Agricultura, está agendada para o dia 31. Eles vão entregar uma exposição e reclamar “o levantamento e pagamento dos prejuízos aos agricultores afetados”. Desde o início do ano, a ADACO já realizou quatro reuniões com empresários lesados por ataques de javalis e veados. A primeira, em Penela, que reuniu três centenas de agricultores em janeiro.

No início de abril, o Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural determinou a elaboração de um estudo para determinar a real dimensão e impacto do alegado aumento da população de javalis e dos eventuais prejuízos decorrentes. “Estamos muito céticos quanto a esse estudo, mas o que queremos é que sejam tomadas medidas”, disse Isménio Oliveira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Mais de 200 pessoas foram infectadas pelo coronavírus na China
Internacional
Brasil assina acordo agrícola com Alemanha
Internacional
Rainha aprova saída de Harry e Meghan, mas com uma condição
Internacional
Morre menor homem do mundo com 27 anos e 67 centímetros
Internacional
Após surto de pneumonia, EUA aumenta vigilância em aeroportos
Internacional
Ensaio com cachorro acaba mal e jovem é mordida no rosto
Internacional
Bêbado tenta beijar cobra mortal e recebe mordida na língua
Internacional
Garanhão, Diego transou tanto que salvou sua espécie de extinção
Internacional
Incêndios na Austrália são uma catástrofe ecológica, aponta cientista
Internacional
Homem toma "viagra para touro", fica excitado três dias e é internado

Mais Lidas

Brasil
Embraer mantém férias coletivas de funcionários por mais três dias
Geral
Nova diretoria do Sindifisco define metas
Geral
Homem procura por familiares em Mato Grosso do Sul
Cidade
Programa da prefeitura se destaca no país após premiação