Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS Janeiro/21 juizado de transito
Internacional

Banido! Trump é suspenso de redes sociais após incitar a violência

Sem Facebook, Instagram e Twitter, o presidente dos E.U.A tem vídeos retirados do Youtube

07 janeiro 2021 - 13h13Redação, com informações do Estadão

Um dia após o presidente Donald Trump fazer postagens com teor favorável aos invasores do Congresso dos Estados Unidos na quarta-feira (6), ele acabou expulso do Facebook e do Instagram por tempo indefinido e até, pelo menos, o fim de seu mandato, dia 20 de janeiro, segundo informou o diretor-executivo da plataforma, Mark Zuckerberg.

Pelo mesmo motivo, Trump já havia sido suspenso pelo Facebook e pelo Twitter. "Acreditamos que os riscos de permitir que o presidente continue a usar nosso serviço durante este período são simplesmente grandes demais", escreveu Zuckerberg ao anunciar a decisão. 

"Portanto, estamos estendendo o bloqueio que colocamos em suas contas do Facebook e Instagram indefinidamente e por pelo menos as próximas duas semanas até que a transição pacífica de poder seja concluída".

Já o Twitter, por sua vez, proibiu Trump de postar por 12 horas ou até ele excluir as publicações que foram consideradas de incitação à violência. Inicialmente, a plataforma havia apenas restringido as interações com as mensagens simpáticas aos manifestantes, impedindo que fossem compartilhadas sem nenhum comentário ou tivessem respostas. Depois, o Twitter preferiu apagar as postagens, somando ao todo três exclusões.

A plataforma também alertou o presidente de que, caso volte a postar conteúdos que incitem à violência, ele também será banido do Twitter, que é a sua rede social mais utilizada.

Youtube

O Facebook e o YouTube retiraram na quarta-feira á noite do ar um vídeo em que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alega, sem provas, que a eleição presidencial dos EUA foi fraudada, mas pede que os manifestantes que invadiram o Capitólio voltem para a casa.

O vice-presidente de integridade do Facebook, Guy Rosen, tuitou que a empresa de mídia social retirou o vídeo por acreditar que a decisão diminui o risco de violência. O Twitter também limitou o compartilhamento do vídeo e uma publicação de Trump “por conta de um risco de violência”, enquanto manifestantes invadiram o Capitólio dos EUA buscando forçar o Congresso a reverter a derrota eleitoral do atual presidente.

Trump e seus aliados espalharam de maneira contínua afirmações falsas sobre fraudes no processo eleitoral e que proliferaram em plataformas como o Twitter e o Facebook. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Vírus propagado por morcegos, pode ser a nova ameaça mundial a surgir na Ásia
Internacional
Câmara dos EUA aprova impeachment de Trump
Internacional
Dólar fecha em forte queda de 3,29%, cotado a R$ 5,323
Internacional
Pedido de impeachment de Trump é apresentado
Internacional
Futuro primeiro-cão dos E.U.A será empossado em mega evento
Internacional
Príncipe saudita anuncia cidade sem carros, "zero emissões de CO²"
Internacional
Rainha Elizabeth e Príncipe Philip recebem vacina contra Covid-19
Internacional
Boeing cai na Indonésia com 62 pessoas a bordo
Internacional
Morre, aos 73 anos, Marion Ramsey, atriz de 'Loucademia de Polícia'
Internacional
Covid-19: EUA ultrapassam pela primeira vez 4 mil mortes em 24 horas

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio