Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Internacional

Funcionários do porto de Beirute são detidos por explosões

Ao menos integrantes da administração do porto e autoridades alfandegárias foram detidos

06 agosto 2020 - 16h29Flávio Veras, com informações do G1

Ao menos 16 funcionários do porto de Beirute e autoridades alfandegárias foram detidos, nesta quinta-feira (6), no âmbito da investigação sobre as explosões de um depósito com toneladas de nitrato de amônio. Segundo a imprensa local, a informação foi passada pelo promotor militar Fadi Akiki.

Tratam-se de funcionários "do conselho de administração do porto de Beirute e da administração de alfândegas e encarregados de trabalhos de manutenção e (operários) que realizaram trabalhos no armazém" onde era guardado o nitrato de amônio, informou o promotor.

Na quarta-feira (5), responsáveis pela autoridade portuária desde 2014 já haviam sido colocados em prisão domiciliar. Moradores de Beirute acusam o governo de corrupção, negligência e má gestão, de acordo com a BBC.

Nesta quinta, o ministério da Saúde do Líbano atualizou o balanço de vítimas: mais de 137 pessoas morreram e mais de 5 mil ficaram feridas. Dezenas seguem desaparecidas, de acordo com o porta-voz Rida Moussaoui.

A tragédia de terça-feira (4), provocada segundo as autoridades por um incêndio em um depósito que armazenava uma grande quantidade de nitrato de amônio no porto da capital libanesa, deixou quase 300 mil desabrigados, segundo o governador de Beirute, Marwan Aboud.

O material com potencial explosivo estava armazenado há seis anos sem a segurança necessária.

Nesta quinta, as escavadeiras do exército abriam estradas para ter acesso ao porto destruído. O país está sob estado de emergência.

Nitrato de amônio

O nitrato de amônio se apresenta como um pó branco ou em grânulos solúveis em água e é seguro - desde que não aquecido. A partir de 210 °C, decompõe-se e, se a temperatura aumentar para além de 290 °C, a reação pode tornar-se explosiva.

Um incêndio, tubos superaquecidos, fiação defeituosa ou relâmpagos podem ser suficientes para desencadear tal reação em cadeia.

Apoio Internacional

União Europeia, Rússia, Tunísia, Turquia, Irã e Catar estão enviando suprimentos de emergência. A França enviou para Beirute equipes especializadas em buscas. O presidente francês, Emmanuel Macron, visitou nesta quinta o local da explosão.

O Líbano, que já enfrentava uma grave crise econômica, precisará de apoio internacional. A estimativa inicial do governo de que é que a tragédia causou danos de US$ 3 bilhões (R$ 15,9 bilhões) a US$ 5 bilhões (R$ 26,5 bilhões). O Banco Mundial se pronunciou e disse que está aberto aos parceiros do Líbano para mobilizar apoio financeiro para a reconstrução.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Vídeo - The Rock arranca portão com as mãos para não se atrasar
Internacional
Preso com cocaina em comitiva do Bolsonaro cumprirá pena na Espanha
Internacional
Mulher decepa a própria mão para receber seguro milionário
Internacional
Imagens fortes: vídeo mostra músico sendo esmagado por caminhão
Internacional
Residencial é “engolido” por plantas na China
Internacional
Peão sequestrado com ex-vice-presidente do Paraguai é libertado
Internacional
Rato desmaia após comer folhas de maconha por dois dias seguidos
Internacional
Ataque as Torres Gêmeas completa 19 anos
Internacional
Vídeo: Porto de Beirute, onde houve megaexplosão, é atingido por incêndio
Internacional
Filha de ex-vice presidente sequestrado implora pela saúde do pai

Mais Lidas

Geral
MS aumenta rigor e autuações contra queimadas já superam ano de 2019
Polícia
Queda de árvore queimada em rodovia causa acidente que deixa 12 mortos
Clima
Chuva foi pequena, mas ocorreu em 21 municípios de MS
Vídeos
AO VIVO: Acompanhe a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS