Menu
Busca segunda, 17 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Internacional

Pai e filho são executados na fronteira perto de bilhetes escrito 'não roube'

Vítimas foram mortas com vários tiros na cabeça

29 abril 2021 - 07h37Marcos Tenório

Rodolfo Romero Enciso, de 42 anos, e o filho dele Ronaldo Romero Enciso, 16 anos, foram encontrados mortos na manhã desta quarta-feira (28),  em Yby Yaú, no Paraguai, que fica a cerca de 100 km de Ponta Porã. Eles foram executados a tiros.

Segundo informações do site ABC Color, os corpos das vítimas foram encontrados em uma estrada e nas proximidades estavam os bilhetes escritos “não roube”. As vítimas foram mortas com vários tiros na cabeça, que a princípio seriam de espingarda.

Policiais encontraram os documentos das vítimas e os corpos foram levados para uma funerária particular, onde passam por exame necroscópico. O caso é investigado pela polícia local.

Genetica 1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
China se torna 2ª nação espacial, após pouso de nave em Marte
Internacional
Israel inicia ataques terrestres à Faixa de Gaza no 5° dia de conflito
Internacional
Mulher ensaia o próprio funeral com caixão alugado
Internacional
Estudo: vacina Pfizer imuniza 94% contra variante brasileira e 99% contra a cepa original
Internacional
Vídeo: mulher é expulsa de parque por causa do tamanho do seu short
Internacional
Ponte de vidro quebra na China e turista fica pendurado a 100 metros do chão
Internacional
Ataque a tiros deixa ao menos 8 mortos em escola na Rússia
Internacional
Covid: Governo chinês deve instalar barreira física no topo do Everest
Internacional
Funcionários do Shopping China são assaltados e perdem R$ 200 mil
Internacional
Fungo negro: infecção rara tem “mutilado” pacientes de Covid

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio