Menu
Busca sexta, 03 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Justiça

Bolsonaro assina decreto que protege pessoas que denunciam corrupção

Ideia é impedir que seja compartilhada a identidade do denunciante para evitar retaliações

03 dezembro 2019 - 17h39Vitória Ribeiro, com informações R7

Decreto para proteção de pessoas que denunciam casos de corrupção e irregularidades no governo foi assinado nesta terça-feira (03) pelo presidente Jair Bolsonaro. Conforme Wagner Rosário, ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), a ideia é impedir que seja compartilhada a identidade do denunciante para evitar retaliações.

"A gente vai conseguir evitar que outra pessoa saiba quem denunciou. O órgão (de ouvidoria) que recebeu a informação vai manter o controle sobre essa informação", disse o ministro. A identidade só será compartilhada com órgãos de investigação, como Ministério Público e Polícia Federal, se houver justificativa, afirmou Rosário.

O decreto foi assinado em evento da CGU sobre combate à corrupção. Participaram, além de Bolsonaro os presidentes do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, Tribunal de Contas da União, José Múcio Monteiro, e ministros do governo.

No evento, Toffoli cobrou mudanças em regras sobre acordos de leniência. Segundo o presidente do Supremo, há muitas instituições com "competências" sobre os acordos, o que dificulta declarar que a empresa está cumprindo com o prometido e pode retornar ao mercado.

"Sabemos que em outros países que têm tradição maior de acordo de leniência, sempre se visa a preservar a empresa. É preservar emprego, desenvolvimento, conhecimento tecnológico... Temos de avançar nisso", disse, se dirigindo às autoridades presentes.

Totem_Alcool Gel

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
TJ faz alerta sobre pandemia em MS
Justiça
TJMS diz que é inconstitucional nome e atribuição de polícia a Guarda da capital
Justiça
Hospital proíbe acompanhantes durante parto, mas Defensoria recorre e reestabelece o direito
Justiça
Aposentadoria computa tempo de trabalho infantil
Justiça
MP "vai pra cima" da Energisa contra liminar que suspendeu perícia
Justiça
TJ libera 324 milhões durante pandemia e ajuda economia de MS
Justiça
Justiça concede foro especial a Flávio Bolsonaro no caso das “rachadinhas”
Justiça
Justiça proibe tios de visitar sobrinho durante a pandemia
Justiça
Relações trabalhistas mudarão após pandemia, diz advogado
Justiça
Prisão de Sara Winter é prorrogada por mais cinco dias

Mais Lidas

Política
Nelsinho diz que Brasil deve fazer sua narrativa sobre a Amazônia
Polícia
Após assediar jovem, perseguidor do Sedan prata é liberado pela polícia
Geral
"Crianças estão imunes ao coronavírus", diz Marcelo Crivella
Política
Ministério da Segurança ainda pode ser recriado pelo Governo