Menu
Busca terça, 31 de março de 2020
(67) 99647-9098
TJMS topo
Justiça

Cartórios suspendem atendimento presencial por tempo indeterminado

Decisão vai de acordo com recomendação da Corregedoria Nacional de Justiça e vai até dia 30 de abril, podendo ser prorrogada

23 março 2020 - 17h17Sarah Chaves, com informações da assessoria

O Corregedor-Geral de Justiça de Mato Grosso do Sul, desembargador Sérgio Fernandes Martins, decidiu no domingo (22), suspender o funcionamento dos serviços notariais e de registros de atendimento presencial no Estado por meio da recomendação da Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ).

Em uma portaria anterior publicada pelo desembargador Martins, por meio da Corregedoria Geral de Justiça, seria reduzida a carga horária do expediente de atendimento nos cartórios e o trabalho seria feito com esquema de rodízio de funcionários.

Porém com a portaria editada, que deverá ser publicada no Diário Oficial de Justiça de terça-feira (24), as novas medidas suspendem o atendimento presencial e terão validade inicial até o dia 30 de abril, podendo ser prorrogada em favor da prevenção e redução dos riscos de contaminação do novo coronavírus.

A portaria regula a suspensão de prazos para lavratura de atos notariais e de registro.

Os notórios registradores e responsáveis interinos pelo expediente em cartórios de todo o Brasil devem acatar as determinações das autoridades municipais, estaduais e nacionais de saúde pública que impõe a redução do atendimento ao público.

A suspensão do atendimento presencial ao público poderá ser substituída pelo atendimento remoto através de meio telefônico, aplicativo multiplataforma e chamada de voz.

Assembleia - Mais ALEMS

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Justiça condena seguradora e oficina a pagar R$ 27,3 mil à cliente
Justiça
Dinheiro de ações criminais em Três Lagoas será liberado para combate à coronavírus
Justiça
Justiça proíbe manifestações, e multa chega a R$ 100 mil para quem desobedecer
Justiça
Igrejas poderão pagar R$ 50 mil de multa diária se abrirem as portas
Justiça
Justiça Federal autoriza Cervejaria Bamboa a fabricar álcool em gel
Justiça
Gilmar Mendes decide manter recomendação de soltar presos devido à pandemia
Justiça
STF barra pagamento de dívida e MS terá R$ 30 milhões mensais para combate à epidemia
Justiça
Justiça absolve pastor vice-presidente de abrigo acusado de estuprar adolescente
Justiça
Defesa usa coronavírus para "soltar" Jamil e juiz nega pedido
Justiça
Câmara de Vereadores fecha por tempo indeterminado em Dourados

Mais Lidas

Justiça
Justiça condena seguradora e oficina a pagar R$ 27,3 mil à cliente
Saúde
‘Vítima de coronavírus contraiu a doença da irmã que viajou para Bélgica’, diz Saúde
Saúde
Justiça autoriza cervejaria comercializar álcool 70%
Política
Paulo Corrêa mantém Assembleia em home office até dia 17