Menu
Busca domingo, 05 de fevereiro de 2023
(67) 99647-9098
Justiça

Claro é condenada a pagar R$ 16 mil por ligações feitas a consumidor

Ligações ocorrem desde 2017

26 abril 2022 - 15h53Pedro Molina
Sebrae Materia

A Claro foi condenada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) a pagar R$ 6 mil a um advogado, Geison Rios Nascimento, de 42 anos, por ligações e mensagens excessivas nos últimos cinco anos.

As ligações ao advogado tiveram início em 2017, e mesmo após um liminar da justiça em 2021, que determinava a suspensão das chamadas, a Claro continuou a realizar ligações ao consumidor.

 Ao todo, R$ 6 mil serão pagos de indenização ao advogado e R$ 10 mil pelo descumprimento da liminar.

Sebrae Materia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
PGR denuncia mais 152 por participações em invasão em Brasília
Justiça
Daniel Silveira tem prisão mantida
Justiça
Marcos do Val será investigado por denúncia contra Silveira e Bolsonaro
Justiça
MPF pede a prisão do apresentador Sikêra Jr. por crime de racismo
Justiça
Moraes concede liberdade provisória ao ex-chefe da PMDF
Justiça
Comarca de Aquidauana selecionará estagiários de direito
Justiça
Telegram paga multa de R$ 1,2 milhão ao STF
Justiça
Câmara convoca candidatos de concurso público
Justiça
JD1TV: Sérgio Martins assume TJ e chama pai à mesa
Justiça
TCU pede informações para investigar causas da crise dos Yanomami

Mais Lidas

Polícia
Mãe desaparece com filho de 6 anos e preocupa família na Capital
Interior
Raio mata 16 cabeças de gado e causa prejuízo de R$ 60 mil a pecuarista de MS
Polícia
Entregador de aplicativo é preso enquanto fazia entregas de "disk droga"
Polícia
Colisão entre carro e viatura do Batalhão do choque deixa feridos na Capital