Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS Janeiro/21 juizado de transito
Justiça

Empresária acusada de racismo paga R$ 10 mil e "se livra" da cadeia

Marisa Pereira chamou entregador de preto e disse: "Na minha loja você não entra"

16 dezembro 2020 - 12h53Joilson Francelino

A empresária Marisa Pereira de Oliveira, 50 anos, acusada de racismo contra um trabalhador de 52 anos, pagou fiança de aproximadamente R$ 10 mil reais e conseguiu sua liberdade nesta quarta-feira (16).

Marisa estava presa desde ontem, o mesmo dia do crime, que ocorreu em sua loja, a Primordial Embalagens, da Avenida Coronel Antonino.  Ela deverá comparecer a cada bimestre em juízo para informar seu domicílio e justificar atividades. A decisão é da juíza de direito Liliana de Oliveira Monteiro.

Ela foi presa em flagrante pelo crime em tese tipificado no artigo 20, da Lei 7.716/89 (racismo), mas foi solta por “não se encontrarem presentes os requisitos para que seja mantida essa prisão”, conforme consta no processo.

Relembre - O fato aconteceu na Primordial Embalagens, quando a vítima chegou para fazer uma entrega. Teria acontecido uma discussão e, em determinado momento, a autora chamou a vítima de preto e disse: “Na minha loja você não entra”.

De acordo com informações da polícia, pelo menos uma testemunha confirmou a denúncia e outras testemunhas foram apontadas. A testemunha disse que estava nas proximidades do local do fato, quando ouviu a suspeita agir com ar de superioridade trazendo à evidência a cor da pele da vítima e, em seguida, impedir a mesma de entrar no estabelecimento para finalizar a entrega que estava fazendo, para tanto mais uma vez invocando a cor da sua pele. 

Marisa, por sua vez, negou as acusações, mas não impediu a prisão em flagrante.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Eleitor tem até esta semana para justificar ausência no 1º turno
Justiça
Luísa Sonza é processada por suposto ato racista e nega as acusações
Justiça
Dois anos depois, ex-diretor do Hospital Regional é inocentado
Justiça
Sem provas, MPE inocenta Jamil Name e conselheiro do TCE da morte de delegado
Justiça
Consórcio Guaicurus terá que pagar R$ 10 mil a idosa que se machucou no ônibus
Justiça
STF decide que amante não tem direito de dividir pensão com viúva
Justiça
Advogados peticionam contra "lentidão" no TJ, que se diz "surpreso"
Justiça
Vice-presidente do TJMS recebe homenagem no COPEJE
Justiça
Assassino do menino Kauan deve pagar R$ 100 mil a outra vítima de abusos
Justiça
Corregedoria Geral de Justiça lança novo Código de Normas

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio