Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Justiça

Ex-pastor agressor recebe liberdade após reatar com vítima

Segundo a defesa, também foi alegado que o acusado tem distúrbios psiquiátricos e buscará tratamento

04 junho 2020 - 14h35Flávio Veras

O ex-pastor, Jesus Gorgs de 43 anos, que foi preso após manter em cárcere privado e agredir a esposa, de 55 anos, em março deste ano, recebeu o benefício de responder em liberdade provisória pelo crime praticado. A informação foi repassada pelo advogado do acusado Diego Emerenciano Bringel de Oliveira, nesta quinta-feira (4).

O acusado não terá mais necessidade do uso da tornozeleira eletrônica, que já foi retirada. No entanto, segundo o advogado, ele não poderá sair à noite, frequentar bares, deixar a cidade sem comunicar o Judiciário, além de comparecer a todos os atos do processo.

Ainda conforme Bringel, um dos motivos levados em consideração pela Justiça para reverter a prisão domiciliar para o atual regime, foi que o casal se reconciliou. Também foi alegado que ele teve um surto psicótico e, devido esta patologia, teria cometido o crime.

“O ex-pastor tem problemas psiquiátricos e usa uma quantidade considerável de medicamentos, com receitas apresentadas pela defesa. A família decidiu que ele deverá buscar tratamento. Além disso, a magistratura também levou em consideração que ele demonstrou não representar risco à ação penal, bem como risco a família e a esposa, desde quando teve o benefício de ficar em prisão domiciliar”, explicou.

Após o caso, Gorgs foi excluído da igreja, porém ele demostrou prova de atividade econômica como pecuarista, um dos requisitos para obter a liberdade provisória. “Como ele trabalha, conseguimos este benefício parra que passe todo o processo até o julgamento em primeiro grau”, afirmou.

Processo

O processo corre em sigilo. A informação do advogado é de que já foi apresentada defesa prévia e agora está sendo aguardada a marcação das audiências de instrução, para ouvir acusação e defesa, interrogar o réu e, depois, vem a fase das alegações finais das partes.  Concluídos esses passos, sai a sentença de primeiro grau.

Jesus Gorgs foi preso no dia 12 de março em residência no Bairro Giocondo Orsi. Doze dias depois, foi liberado com tornozeleira eletrônica para cumprir prisão domiciliar.

Ele foi denunciado pelos crimes de cárcere privado qualificado, ameaça, lesão corporal dolosa (violência doméstica), registro não autorizado de intimidade sexual e divulgação de cena de estupro ou nudez.

Entenda

Sandra de Jesus, 55 anos, foi mantida em cárcere privado por Jesus Gorgs, 43 anos, após um desentendimento do casal desde a madrugada desta quinta-feira (12), na rua Cláudia, no Giocondo Orsi, em Campo Grande

O autor transmitiu ao vivo toda a agressão em uma rede social. Ele utilizava de uma tesoura contra Sandra e a manteve imobilizada em um cômodo da casa. Agressões e ameaças foram feitas a vítima.

Uma equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) entrou no cômodo em que eles se encontravam, resgataram Sandra e imobilizaram o agressor.

Nas redes sociais, o perfil de Jesus foi excluído após ter publicado ao vivo as agressões e o momento em que ele cortava o cabelo dela. Houve negociações até o momento em que foi percebido que não teria avanços. Jesus foi preso e levado pela polícia.

 

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Estácio pagará R$ 194 mil por contratos abusivos e cobranças indevidas
Justiça
Estado seguirá TAC que disciplina licitações de informática
Justiça
TJ faz alerta sobre pandemia em MS
Justiça
TJMS diz que é inconstitucional nome e atribuição de polícia a Guarda da capital
Justiça
Hospital proíbe acompanhantes durante parto, mas Defensoria recorre e reestabelece o direito
Justiça
Aposentadoria computa tempo de trabalho infantil
Justiça
MP "vai pra cima" da Energisa contra liminar que suspendeu perícia
Justiça
TJ libera 324 milhões durante pandemia e ajuda economia de MS
Justiça
Justiça concede foro especial a Flávio Bolsonaro no caso das “rachadinhas”
Justiça
Justiça proibe tios de visitar sobrinho durante a pandemia

Mais Lidas

Geral
Jovem morre após ser atingido na cabeça por peça de 20kg
Acidente aconteceu em um armazém de grão na cidade de Rio Brilhante
Política
Simone e Nelsinho avaliam como positiva escolha do novo ministro da Educação
Esportes
Botafogo de Ribeirão vê ilegalidade na volta do Campeonato Paulista
Geral
Sindicato do Detran alerta: terceirização vai encarecer vistorias