Menu
Busca domingo, 25 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Justiça

Justiça japonesa autoriza libertação de ex-presidente da Nissan

Ghosn está preso em Tóquio desde novembro de 2018

05 março 2019 - 17h56Da redação com Agência Brasil

O Tribunal Distrital de Tóquio, no Japão, autorizou a libertação do executivo franco-brasileiro Carlos Ghosn, de 64 anos, ex-presidente da Nissan. A Justiça rejeitou o recurso impetrado pelos promotores que tentaram reverter a concessão da fiança e as exigências impostas. Não foi informado quando ocorrerá a libertação.

Acusado de fraude e aplicação indevida de recursos, a fiança imposta a Ghosn é de US$ 9 milhões. Ele está proibido de deixar o Japão.

A Justiça determinou a instalação de uma câmera na entrada de sua residência, o uso de um computador no escritório de seu advogado e a utilização de celular desde que a internet bloqueada.

Ghosn foi preso em novembro do ano passado e indiciado por suspeita de fraudes e violação de instrumentos legais da empresa. A pena foi agravada pela quebra de confiança por transferir inadequadamente os fundos da Nissan.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Maioria do STF considera inconstitucional corte de salário de servidor
Justiça
Agente federal é absolvido de homicídio pela justiça
Justiça
Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento é lançado pela CNJ
Justiça
Dodge reafirma apoio à Lava Jato
Justiça
MPF solicita arquivamento de "inquérito das fake news"
Justiça
TJ manda destravar promoção de procuradores
Justiça
Moradora de MS terá direito de resposta após ser ofendida por apresentador da Band
Justiça
Mais de 2 mil processos serão eliminados em Angélica
Justiça
Jovem que causou acidente com morte de idosos vai a júri popular
Justiça
Fux decide que provas de investigação sobre hackers devem ser preservadas

Mais Lidas

Geral
Mulher tem dedo amputado enquanto fazia compras
Fim de Semana
Esquadrilha da Fumaça se apresenta em Campo Grande neste domingo
Geral
Rally dos Sertões continua neste sábado com ação social e show
Clima
Chuva deve chegar só em setembro