Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021
(67) 99647-9098
Governo - campanha estado que cresce - Topo
Justiça

Ministro do STF vê Jamil como chefe de "organização criminosa" e mantém prisão em Mossoró

Riscos de periculosidade, ameaças de mortes e porte ilegal de arma foram lembrados por Alexandre de Moraes

20 janeiro 2021 - 10h07Gabrielly Gonzalez

Na segunda-feira (18), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, negou o pedido de habeas corpus de Jamil Name, 81 anos, preso há um ano e quatro meses pela Operação Omertà e denunciado na Justiça estadual de Mato Grosso do Sul pela prática de organização criminosa armada e constituição de milícia privada, entre outros delitos.

Name pretendia converter seis mandados de prisão preventiva em domiciliar para deixar o Presídio Federal de Mossoró, onde está detido desde outubro de 2019. No entanto, apesar da idade avançada e oito doenças graves, Jamil perde mais uma vez na Justiça e continua preso.

De acordo com a decisão, o ministro entende que há “sérios indicativos de que se trata do principal responsável por organização criminosa de elevada complexidade” e que se for solto, Name pode voltar a delinquir e tentar interferir no andamento da ação penal. O decreto prisional também assinala a necessidade da custódia, porque Jamil teria ameaçado de morte testemunha em outro processo.

Em relação ao estado de saúde de Name, de acordo com o juiz de primeira instância, não é possível concluir que as doenças estejam num estágio que inviabilize o tratamento e o controle no estabelecimento prisional.

 

cartorio2RI

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Desembargador vê abusos e ilegalidades, e tranca ação contra filho de Reinaldo
Justiça
CNJ fará inspeção no TJ de MS em maio
Justiça
STJ nega habeas corpus a chefe de quadrilha que fez túnel para assaltar banco
Justiça
STF autoriza diligências no inquérito que investiga ministro da Saúde
Justiça
Juiz nega prisão e STJ decidirá sorte de Olarte
Justiça
OAB vai acompanhar caso de advogado de Dourados preso com organização criminosa
Justiça
Procurador de Justiça de MS é escolhido para concorrer vaga no Conselho Nacional do MP
Justiça
Conciliação rende prêmio de honraria ao TJ
Justiça
TSE mantém Coronel David desfiliado do PSL, sem perder mandato
Justiça
TJ cria comissão consultiva

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio