Menu
Busca segunda, 27 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Justiça

"Pedreiro Assassino" vai a júri popular em outubro

As acusações contra ele são de homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver

08 setembro 2021 - 16h43Méri Oliveira

Cleber de Souza Carvalho, que se tornou conhecido como "Pedreiro Assassino", vai a Júri Popular na 2ª Vara do Tribunal do Júri no dia 29 de outubro, pelo assassinato de Timótio Pontes Roman, em Campo Grande. 

A defesa do réu pediu que a data do julgamento seja mudada para novembro, por causa de um compromisso já firmado do advogado de defesa. Entretanto, a solicitação aida não foi analisada pela Justiça.

O crime:

De acordo com os autos do processo, Cleber teria matado Timótio por causa de uma dívida de R$ 3 mil que o homem devia desde 2017 ao autor. No mês de abril de 2020, a vítima disse que pagaria o valor devido e o réu contratou seus serviços. 

Na data combinada, Ronan foi até a casa de Cleber, conforme o combinado, e disse que poderia pagar a dívida em serviços, já que não tinha dinheiro. Foi quando o acusado deu um golpe na cabeça da vítima com o cabo de uma picareta e depois jogou o corpo em um poço na Vila Planalto.

Cleber Carvalho deve ser julgado por homicídio duplamente qualificado (recurso que dificultou a defesa da vítima e motivo fútil), além de ocultação de cadáver. 

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Após sentença, estabelecimentos e condomínios devem pagar taxa de esgoto
Justiça
Condenado a 12 anos de prisão, acusado de matar Marielle Vieira pode recorrer em liberdade
Justiça
Acusado de matar filha de policial com um tiro na nuca vai a júri popular
Justiça
Adolescentes acima de 12 anos devem portar RG ao viajar
Justiça
Ter item de cultivo de maconha para uso próprio não é crime, conclui STJ
Justiça
De hoje até sexta-feira é realizada a Semana Nacional de Conciliação
Justiça
Hospital é condenado a pagar R$ 100 mil após paciente morrer ao cair de leito
Justiça
Família terá que indenizar município em R$ 300 mil por demolição de casa histórica
Justiça
Apesar da recusa de Aras, STF autoriza investigação na Precisa a pedido da CPI
Justiça
Operação Omertà: Jamilzinho defende família e aponta dedos a policiais em oitiva

Mais Lidas

Cidade
Incêndio atinge margens do rio Paraguai em Corumbá
Clima
Tempestade faz temperatura despencar 15 graus e destelha apartamento em Campo Grande
Polícia
Mulher é agredida e esfaqueia pênis de marido
Polícia
Homem é assassinado a tiros por dívida de R$ 100,00