Menu
Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2024
Secovi - Julho24
Justiça

TJ nega liberdade a idosa acusada de matar e esquartejar marido em MS

Desembargador Emerson Cafure rejeitou o pedido de Habeas Corpus

24 junho 2024 - 10h00Vinícius Santos

O desembargador Emerson Cafure, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), negou o pedido de liminar que solicitava a liberdade de Aparecida Graciano de Souza, de 62 anos. Aparecida é acusada de matar e esquartejar seu marido, crime ocorrido no Bairro Véstia, em Selvíria, a 404 quilômetros de Campo Grande.

Aparecida está presa desde 26 de maio de 2023. Sua defesa entrou com um pedido de Habeas Corpus, argumentando que ela é ré primária, possui bons antecedentes, residência fixa e uma ocupação lícita. Além disso, foi destacado que ela colaborou integralmente com a investigação, confessando os fatos e indicando a arma utilizada no crime. Os advogados solicitaram a substituição da prisão preventiva por medidas cautelares menos severas, como comparecimento periódico em juízo, proibição de sair da comarca sem autorização judicial e uso de monitoramento eletrônico.

Contudo, ao analisar o pedido, o desembargador Emerson Cafure afirmou: “após analisar os argumentos expendidos na impetração, não vislumbro a presença dos pressupostos necessários à concessão da liminar, eis que não transparece, ao menos sob a análise perfunctória própria deste momento, a ilegalidade afirmada na inicial.”

O desembargador ressaltou que a prisão preventiva já havia sido considerada necessária por esta Corte para garantir a ordem pública, devido à gravidade concreta da conduta. Ele enfatizou que “o mero decurso do período de pouco mais de um ano é incapaz de desnaturar esse fundamento.”

Com essa decisão, Aparecida Graciano de Souza continuará presa, aguardando o desenrolar do processo judicial.

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp e fique por dentro dos acontecimentos também pelo nosso grupo, acesse o convite.

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no iOS ou Android.

Reportar Erro
Digix - Julho24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Projeto - HMCG
Saúde
Juiz dá 72 horas para prefeitura se manifestar sobre ação que tenta 'barrar' hospital
Conselheiro Jerson Domingos -
Justiça
Ação penal da Operação Omertà contra Jerson Domingos vai ao STJ
Conciliação de precatórios do TJMS gera R$ 2,1 milhões em acordos
Justiça
Conciliação de precatórios do TJMS gera R$ 2,1 milhões em acordos
TJMS lança ferramenta on-line para evitar judicialização na saúde
Saúde
TJMS lança ferramenta on-line para evitar judicialização na saúde
Ex-guarda civil municipal Marcelo Rios -
Justiça
Marcelo Rios recorre ao TJMS para julgamento presencial no caso Playboy da Mansão
Execução em Campo Grande - Foto: Reprodução
Justiça
TJ nega recurso para anular investigação de dupla execução em Campo Grande
Vereador Chicão, do PSDB em Caarapó -
Justiça
Justiça eleitoral condena vereador por propaganda antecipada em MS
Desembargadores - Carlos Eduardo Contar e Sideni Soncini Pimentel
Justiça
Novo presidente e vice-presidente do TRE-MS são empossados
Justiça condena Consórcio Guaicurus a pagar R$ 10 mil à família de idosa que caiu em ônibus
Cidade
Justiça condena Consórcio Guaicurus a pagar R$ 10 mil à família de idosa que caiu em ônibus
Divulgação - TJMS
Justiça
Adolescentes em medida socioeducativa visitam Bioparque Pantanal

Mais Lidas

Casa da Mulher Brasileira, a Deam
Polícia
Miojinho? Homem surta após 'g0zAr rápido' durante swing com esposa e amigos no Colúmbia
Próximos dias serão quentes
Clima
Até logo, frio! Temperaturas voltam a subir e Capital deve registrar 30ºC esta semana
JD1TV: Motociclistas são socorrido em estado gravíssimo após acidente em Bandeirantes
Polícia
JD1TV: Motociclistas são socorrido em estado gravíssimo após acidente em Bandeirantes
Tempo amanheceu bem nublado e frio em Campo Grande
Clima
Frio continua pela manhã e máximas começam a subir em MS