Menu
Busca terça, 30 de novembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS nov21
Justiça

TJMS inocenta Osmar Jeronymo

Condenação anterior era referente a caso que ficou conhecido como "farra da publicidade"

20 outubro 2021 - 14h24Méri Oliveira

A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) derrubou, na tarde de ontem (19), a condenação que pesava contra Osmar Domingues Jeronymo, determinada por decisão de 2019 que impunha, além da perda da função pública, o pagamento de multa de R$ 1,2 milhão.

A condenação havia sido aplicada por causa de um contrato da Prefeitura de Campo Grande de 2002, para publicidade em ônibus coletivos, que tinha valor de R$ 300 mil e deveria durar seis meses, com a empresa Apoio Comunicação Total, mas acabou se estendendo por cinco anos, com nove termos aditivos, quando Jeronymo ocupava o cargo de secretário de Governo da Capital, em caso que ficou conhecido como "farra da publicidade".

Em 2019, O juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, David Oliveira Gomes Filho condenou a empresa de publicidade e mais três pessoas por improbidade administrativa, sendo Osmar Domingues Jeronymo, Hugo Sérgio Siqueira Borges, que era representante da empresa e Wilson Cabral Tavares, ex-secretário municipal de Governo.

Ontem (19), a 1ª Câmara Cível do TJMS acatou o recurso interposto pela defesa  e anulou a condenação de todos os envolvidos, mas o teor da decisão proferida na tarde de ontem ainda deve ser publicado em acórdão. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
A partir de janeiro, Capital terá audiências de custódia em fins de semana e feriados
Justiça
Defesa do falecido Jamil Name pede levantamento de sequestro de bens
Justiça
Ronaldinho Gaúcho pode ser preso por causa de pensão
Justiça
Ex-sócios da Minerworld devem ser ouvidos em março sobre esquema de pirâmide
Justiça
TSE assina acordo de cooperação com Autoridade de Proteção de Dados
Justiça
Sancionada lei que pune atos contra a dignidade de vítima e testemunha
Justiça
TSE inicia testes de segurança da urna eletrônica para eleição de 2022
Justiça
Ex-PM que assassinou a juíza Patrícia Acioli recebe nova condenação
Justiça
Tenente-coronel que matou marido tem absolvição mantida
Justiça
Vereador Tiago Vargas perde na Justiça e terá que excluir vídeo que ofende governador de MS

Mais Lidas

Opinião
O "mistério" dos ônibus de Campo Grande
Geral
Vizinhos lamentam morte de motociclista que foi assassinado na Mata do Jacinto
Polícia
Mulher fura sinal vermelho, colide em Celta e capota na Elias Zahran
Polícia
Homem é morto com golpes de capacete após atropelar criança